200 anos, 200 mortos





Dizem, pelo que eu já ouvi falar, que o nosso grande amigo Charles Darwin estará comemorando seus 200 anos em 2009. Como ele está a sete palmos abaixo da terra, seus fãs serão os homenageados... Bem, o que importa é que Darwin foi um homem importante na história da humanidade, assim como Tiririca e Michael Phelps. Ele teve papel fundamental na história da ciência, pois com sua Teoria da Evolução, soube passar para as próximas gerações a tese seguinte: macacos?

Bem, trocando em miúdos, a grande façanha de Darwin foi criar uma tese contrária ao Criacionismo. Para isso estudou e muito teologia. Mesmo parecendo arriscado e bem mais do que uma blasfêmia qualquer, Darwin se propôs a deduzir que todos os seres vivos passam por um processo de evolução, e que sobrevive sempre o mais forte, como Mike Tyson em seu auge. Sendo assim, somos até então o resultado de uma luta constante pela sobrevivência.

Sobrevivência

Na Austrália, os focos de incêndio estão incontroláveis e já mataram quase 200 pessoas. É fato que o clima quente no hemisfério Sul favorece para que o fogo se alastre. Em contrapartida com outras áreas do mesmo país, que sofrem com enchentes. Não estamos falando de 2 ou 20, estamos falando de 200 pessoas. Para mim, particularmente, é uma catástrofe humana.

***

Vamos tentar unir os dois assuntos:
Podemos esquecer que um é totalmente mais fútil que o outro. Mas muitos não esquecem. Também podemos citar que os incêndios nas matas australianas podem contribuir para a evolução da espécie, pois pessoas que poderiam comer e beber morreram, assim contribuindo para as espécies mais aptas a sobreviver. Mas muitos ririam.
Certo mesmo é que a teoria de Darwin veio a calhar para os mais poderosos (money). Eles sim são os mais aptos a perpetuarem a espécie humana, pois tem capacidade intelectual e financeira de permanecer, pois ditam leis que os favorecem, tudo está ao alcance do mais apto (conta mais 'alpta'). E quando acontecem desastres, a melhor forma de amenizar é organizar uma festinha de parabéns a Darwin, que queriam ou não, interfere no pensamento de muitos e, com isso, interfere nos acontecimentos diários.
E agora fazendo uma analogia:
Imagine se as duzentas pessoas que morreram queimadas, qual foi o futuro delas?
E as pessoas que vivem soberbas sobre a Terra? Como será depois da morte?

Não posso é claro culpar Darwin por isso. Suas teorias foram mal interpretadas (como um homem seria capaz de arriscar entre uma teoria e algo que nenhum homem prometeu). Vai que no leito de morte ele tenha aceitado a Jesus? Não se pode descartar essa hipótese...

Ou você também arriscaria uma vida desse jeito?

Att.
PMSS

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: