Charles Finney

Charles Grandison Finney, (nascido em 29 de agosto de 1792, Warren, Connecticut, EUA - morreu em 16 de agosto de 1875, Oberlin, Ohio), advogado americano, presidente do Oberlin College, e uma figura central no movimento de reavivamento religioso do início do século XIX; ele é às vezes chamado o primeiro dos evangelistas profissionais.

Depois de ensinar escola brevemente, Finney estudou direito em particular e entrou no escritório de advocacia de Benjamin Wright em Adams, N.Y. Referências em seus estudos de direito para instituições Mosaicas o levaram ao estudo da Bíblia, e em 1821 ele sofreu uma conversão religiosa. Finney abandonou sua advocacia para se tornar um evangelista e foi licenciado pelos presbiterianos. Dirigindo-se às congregações da maneira que ele havia usado anteriormente na defesa dos júris, ele fomentou avivamentos espirituosos nas aldeias do interior de Nova York. Seus métodos, levados para as igrejas congregacional e presbiteriana de cidades maiores, foram logo apelidados de “novas medidas” e suscitaram críticas intensas de homens como Lyman Beecher, que havia sido educado nas tradições mais severas das escolas orientais. Tal oposição diminuiu à medida que os métodos de Finney se tornaram mais polidos.

Seus avivamentos alcançaram sucesso espetacular nas grandes cidades e, em 1832, ele iniciou um reavivamento quase contínuo na cidade de Nova York como ministro da Segunda Igreja Presbiteriana Livre. Sua insatisfação com a teologia e disciplina presbiteriana, entretanto, levou seus partidários a construírem para ele o Tabernáculo da Broadway em 1834. No ano seguinte ele se tornou professor de teologia em uma escola teológica recém-formada em Oberlin, Ohio, dividindo seu tempo entre esse cargo e o tabernáculo. Ele deixou Nova York em 1837 para se tornar ministro da Primeira Igreja Congregacional de Oberlin, intimamente relacionado ao Oberlin College, onde foi presidente de 1851 a 1866.

As visões teológicas de Finney, tipicamente revivalistas em sua ênfase no senso comum e na capacidade inata da humanidade de se reformar, foram expressas em suas Lectures on Revivals (1835) e Lectures on Systematic Theology (1847).

Fonte: Britannica

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: