John Polkinghorne

John Polkinghorne, na íntegra John Charlton Polkinghorne, (nascido em 16 de outubro de 1930, Weston-super-Mare, Somerset, Inglaterra), físico inglês e sacerdote que defendeu publicamente a reconciliação entre ciência e religião.

Polkinghorne foi criado em uma família devota da Igreja da Inglaterra. Sua habilidade matemática era evidente quando jovem. Ele obteve um diploma de bacharel em matemática (1952), bem como um mestrado (1955) e um doutorado (1956) em teoria quântica de campo do Trinity College, em Cambridge. Ele foi nomeado professor de física matemática na Universidade de Edimburgo, em 1956. Ele assumiu a mesma posição em Cambridge, dois anos depois, e em 1968 foi elevado a professor de física matemática.

Polkinghorne recebeu um doutorado adicional em física teórica de partículas elementares do Trinity College em 1974. Sua criação de modelos matemáticos para calcular os caminhos das partículas quânticas foi reconhecida naquele ano com sua seleção como membro da Royal Society. Cinco anos depois, Polkinghorne concluiu que sua pesquisa havia chegado ao fim. Para a surpresa de muitos colegas, ele renunciou ao cargo e iniciou estudos teológicos na Westcott House, em Cambridge. Foi ordenado em 1982 e designado para uma paróquia em South Bristol. Tornou-se vigário de uma paróquia em Blean em 1984 e dois anos depois foi nomeado companheiro, reitor e capelão do Trinity Hall, em Cambridge. Em 1989 ele foi nomeado presidente do Queens College, em Cambridge, do qual se aposentou em 1996.

Em 1983, Polkinghorne publicou O Caminho do Mundo É, em que ele explicou como uma pessoa que pensa pode ser um cristão. Foi o primeiro de vários trabalhos sobre a relação entre ciência e religião. A Fé de um Físico: Reflexões de um pensador de baixo para cima apareceu em 1994 e Fé, Ciência e Entendimento em 2000. Publicações posteriores que exploram este território tenso foram O Deus da Esperança e o Fim do Mundo (2002), Ciência e a Trindade : O Encontro Cristão com a Realidade (2004), e Física Quântica e Teologia: Um Parentesco Inesperado (2007). Ele publicou uma autobiografia, From Physicist to Priest, em 2007.

Em 1986, Polkinghorne ajudou a fundar a Sociedade de Cientistas Ordenados, uma ordem de pregação da Comunhão Anglicana, e ele foi presidente fundador (2002-2004) da Sociedade Internacional para Ciência e Religião. Ele também foi membro do Conselho de Pesquisa Científica (1975), da Comissão de Doutrina da Igreja da Inglaterra (1989-1995) e da Comissão Consultiva de Genética Humana (1999-2002). Polkinghorne foi condecorado pela rainha Elizabeth II em 1997 por um serviço diferenciado em ciência, religião, aprendizado e ética médica. Ele foi agraciado com o Prêmio Templeton de 2002 pelo Progresso para a Pesquisa ou Descobertas sobre as Realidades Espirituais.

Fonte: Britannica

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: