Thomas Coke

Thomas Coke, (nascido em 9 de setembro de 1747, Brecon, Brecknockshire, País de Gales - morreu em 3 de maio de 1814, no mar, de Liverpool a Ceilão), clérigo inglês, primeiro bispo da Igreja Metodista, fundador de suas missões e amigo do fundador do Metodismo, John Wesley, que chamou a Coke de "mão direita".

Coke foi ordenado sacerdote anglicano em 1772 e serviu como cura em South Petherton, Somerset, de 1772 a 1776. Depois de se encontrar com Wesley, porém, ele foi demitido de seu curador por conduzir os serviços ao ar livre e caseiros recomendados por Wesley.

Em 1777, Coke  formalmente se juntou ao Metodistas. Ele se tornou o primeiro presidente da Conferência Irlandesa de Metodistas em 1782 e dois anos depois foi nomeado por Wesley como superintendente das novas missões na América do Norte.

Em 1787, durante uma das nove visitas da Coke à América, ele foi designado “bispo” apesar do protesto de Wesley. Como presidente da conferência de inglês em 1797 e 1805, ele procurou introduzir o título entre os metodistas ingleses. Rejeitado, ele pediu ao primeiro-ministro, lorde Liverpool, para torná-lo um bispo da Igreja Anglicana na Índia. Tendo este pedido negado, Coke levantou fundos para sua própria missão metodista e estava a caminho da Índia quando ele morreu. Um prolífico escritor, ele foi autor de Comentário sobre o Antigo e o Novo Testamento, 5 vol. (1801 a 03); Uma História das Índias Ocidentais (1808 a 1811); vários volumes de sermões; e uma vida de John Wesley (com Henry Moore; 1792). Coke se opunha ardentemente à escravidão.

Fonte: Britannica

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: