O peregrino - VIII



Eles foram então até que eles vieram para o Delectable [5] Montanhas, que montanhas pertencem ao Senhor daquela colina da qual falamos antes. Então eles subiram para as montanhas para contemplar os jardins e pomares, as vinhas e as fontes de água, onde também eles beberam e se lavaram, e comeram livremente das vinhas. Ora, havia no topo destas montanhas pastores que alimentavam os seus rebanhos, e pararam à beira da estrada. Os peregrinos, portanto, foram até eles, e apoiando-se em suas varas (como é comum com peregrinos cansados ​​quando conversam a propósito), perguntaram: "De quem são essas montanhas deliciosas, e de quem são as ovelhas que se alimentam? sobre eles?"

Pastor: Estas montanhas são a terra de Emanuel, e elas estão à vista de Sua cidade; e as ovelhas também são dele e Ele deu a vida por elas.

Cristão: Este é o caminho para a cidade celestial?

Pastor: Você está apenas no seu caminho.

Cristão: Quão longe está lá?

Pastor: Muito longe para qualquer um, mas aqueles que devem chegar lá.

Cristão: O caminho é seguro ou perigoso?

Pastor: Seguro para aqueles para quem é seguro; mas os pecadores cairão nela.

Cristão: Existe neste lugar algum alívio para os peregrinos que estão cansados ​​e fracos no caminho?

Pastor: O Senhor destes montes nos deu a responsabilidade de não nos esquecermos de cuidar de estrangeiros; portanto, o bem do lugar está diante de você.

Vi também em meu sonho que quando os pastores percebiam que eram homens viajantes, também lhes faziam perguntas (às quais respondiam como em outros lugares), como: "De onde você veio?" e "Como você entrou no caminho?" e: "Por que meios perseveraste nisso, pois poucos deles que começam a vir aqui mostram seus rostos nestas montanhas?" Mas quando os pastores ouviram suas respostas, agradecendo-lhes, olharam com muito amor para eles e disseram: "Bem-vindo às Montanhas Deleitadas!"

Os pastores, digo, cujos nomes eram Conhecimento, Experiência, Vigilância e Sincero, os pegaram pela mão e os levaram para suas tendas, e os fizeram partilhar do que estava pronto no presente. Disseram ademais: "Nós gostaríamos que você ficasse aqui por algum tempo, para se familiarizar conosco, e ainda mais para nos animarmos com o bem dessas Montanhas Deleitadas". Eles então disseram que estavam contentes em ficar. Então eles foram descansar naquela noite, porque era muito tarde.

Então vi no meu sonho que de manhã os pastores chamavam cristãos e esperançosos para caminhar com eles sobre as montanhas. Então eles saiu com eles e caminhou um pouco, ter uma perspectiva agradável de todos os lados. Então disseram os pastores uns aos outros: "Mostraremos a esses peregrinos algumas maravilhas?" Então, quando eles concluíram, eles os levaram primeiro ao topo da colina chamada Erro, que era muito íngreme no lado mais distante, e pediram que olhassem para o fundo. Então Cristão e Esperançoso olharam para baixo e viram no fundo vários homens despedaçados por uma queda que tiveram do topo. Então, disse Cristão: "O que significa isto?" Então os pastores responderam: "Vocês não ouviram falar daqueles que foram feitos para errar, ao ouvirem a Himeneu e a Filete acerca da fé que ressuscitou dos mortos?" Eles responderam: "Sim". Então disseram os pastores: "Aqueles que você vê jazem despedaçados no sopé desta montanha são eles; e eles continuaram até hoje insepultos, como você vê, como um exemplo para os outros, a fim de prestarem atenção a como eles trepam muito alto, ou como eles chegam perto da beira desta montanha."

Então eu vi que eles os tinham no topo de outra montanha, e o nome disso é Cuidado e os lancei a olhar para longe; e quando o fizeram perceberam, como pensavam, vários homens andando de um lado para outro entre os túmulos que lá estavam; e eles perceberam que os homens eram cegos, porque às vezes tropeçavam nos túmulos e porque não podiam sair do meio deles. Então, disse Cristão: "O que significa isso?"

Os pastores então responderam: "Você não viu um pouco abaixo destas montanhas um caminho que levava a um prado do lado esquerdo deste caminho?" Eles responderam: "Sim". Então disseram os pastores, "Daquele estilo segue um caminho que leva diretamente ao Castelo da Dúvida, que é mantido pelo Desespero Gigante; e esses homens" (apontando para eles entre os túmulos) "vieram uma vez em peregrinação, como você faz agora, até que chegaram ao mesmo estilo E como o caminho certo era difícil naquele lugar, eles escolheram sair daquele prado, e lá foram tirados pelo Desespero Gigante, e jogados no Castelo da Dúvida, onde, depois de terem Foi mantido algum tempo no calabouço, ele finalmente mostrou os olhos deles, e os conduziu entre esses túmulos, onde ele os deixou para vagar até o dia de hoje, para que se cumprisse a palavra do Homem Sábio, 'Aquele Desvia do caminho do conhecimento e permanecerá na congregação dos mortos. ”Então, cristãos e esperançosos se entreolharam com lágrimas, mas nada disseram aos pastores.

Então vi em meu sonho que os pastores os levaram para outro lugar no fundo, onde havia uma porta ao lado de uma colina; e eles abriram a porta e pediram que olhassem para dentro. Eles olharam, portanto, e viram que dentro dela estava muito escuro e esfumaçado; Eles também pensaram que eles ouviram um ruído estrondoso, como de fogo, e um grito de alguns atormentados, e que eles sentiram o cheiro de enxofre. Então, disse Cristão: "O que significa isso?" Os pastores disseram a eles: "Este é um caminho para o inferno, um caminho para o qual os hipócritas entram, a saber, como vender seu direito de primogenitura, com Esaú; como vender seu mestre, com Judas; como blasfemar o Evangelho, com Alexandre, e que mentir e enganar com Ananias e Safira sua esposa ".

Esperança: Então disse Esperança aos pastores, "Eu percebo que estes tinham neles, até mesmo cada um, uma mostra de peregrinação, como nós temos agora; eles não tinham?"

Pastor: Sim, e segurou muito tempo também.

Esperança. Até onde eles poderiam ir em peregrinação em seus dias, uma vez que apesar disso foram miseravelmente expulsos?

Pastor: Alguns mais longe e outros não tão longe quanto essas montanhas.

Então disseram os peregrinos um ao outro: "Nós precisamos chorar para os fortes por força."

Pastor: Ay, e você terá que usá-lo quando tiver também.

A essa altura, os peregrinos tinham o desejo de seguir em frente e os pastores desejavam isso; então eles caminharam juntos até o final das montanhas. Então os pastores disseram uns aos outros: "Vamos mostrar aos peregrinos o portão da Cidade Celestial, se eles tiverem habilidade para olhar através do nosso vidro de perspectiva".[6] Os peregrinos então aceitaram carinhosamente o movimento; então eles os levaram ao topo de uma colina alta chamada Clear, e lhes deram seu copo para olhar.

Então eles tentaram olhar; mas a lembrança daquela última coisa, que os pastores lhes mostraram, fez tremer as mãos, por meio dos quais não conseguiam olhar fixamente através do vidro; No entanto, eles acharam que viram algo como o portão e também um pouco da glória do lugar. Assim eles foram embora e cantaram esta canção:

"Assim, pelos pastores segredos são revelados,
que de todos os outros homens são mantidos ocultos.
Venha para os pastores, então, se você ver as
coisas profundas, as coisas escondidas, e que misteriosa ser."
Quando eles estavam prestes a partir, um dos pastores deu-lhes uma nota do caminho. Outra delas pediu que tomassem cuidado com o Adulador. O terceiro lhes pediu que não dormissem no Campo Encantado. E o quarto lance-lhes a velocidade de Deus.

Então eu acordei do meu sonho.

~

John Bunyan

O peregrino. Parte I. Capítulo VIII.
Disponível sob o título The Pilgrim's Progress em Gutenberg.


Nota:
[5] Esta palavra significa "agradável" ou "delicioso".
[6] "Vidro em perspectiva" é um nome antigo para um telescópio ou vidro espião.

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: