Dono de mercearia do interior fecha estabelecimento uma hora antes do habitual


Sertão do Pantanal Amazônico, SC - Em um município do interior, um fato inusitado deixou os moradores de uma pequena cidade surpresos: a principal mercearia do vilarejo fechou uma hora antes do normal. O fato estarreceu os cerca de 15 moradores do bairro Vila Morosa, próximo a rodoviária da cidade.

Segundo o morador Vicente Leopoldo, conhecido como Jaguatirica, de 68 anos, o estabelecimento costumava fechar as 18h da noite, mas fechou as 17h.

"Está certo que 18h é um horário tarde, mas fechar uma hora antes é um absurdo!", comentou o aposentado, que não tinha intenção de comprar nada naquele dia fatídico.

Segundo uma estimativa realizada pelo prefeito da cidade, que é primo do dono da mercearia, cerca de 5 pessoas poderiam ter utilizado os serviços do bolicho, já que o último ônibus chega sempre às 17h30 na estação rodoviária com essa quantidade de habitantes.

"É uma lástima. Talvez precisassem comprar um boa-noite para espantar os mosquitos", disse o prefeito Sérgio de Assis, de 83 anos.

A reportagem não conseguiu ter acesso ao dono do estabelecimento, Seu Guiomar Antenor, de 77 anos, já que as autoridades proibiram violar o horário do silêncio da cidade, que começa as 19h.

Por: Pedro Gillette

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: