A grande separação

"Cujo leque está em suas mãos, e Ele purificará completamente a sua palavra, e ajuntará Seu trigo no celeiro; mas ele queimará a palha com fogo inextinguível." - Mateus 3. 12.


O versículo das Escrituras que está agora diante de nossos olhos contém palavras que foram ditas por João Batista. Eles são uma profecia sobre nosso Senhor Jesus Cristo, e uma profecia que ainda não foi cumprida. Eles são uma profecia que todos veremos cumpridos um dia, e só Deus sabe em quanto tempo.

Convido todos os leitores deste artigo a considerar seriamente as grandes verdades que este versículo contém. Convido você a me dar sua atenção enquanto eu os desdobro e os ponho diante de você em ordem. Quem sabe, mas esse texto pode ser uma palavra oportuna para sua alma? Quem sabe, mas esse texto pode ajudar a tornar esse dia o dia mais feliz da sua vida?


I. Deixe-me mostrar, em primeiro lugar, as duas grandes classes em que a humanidade pode ser dividida.

Existem apenas duas classes de pessoas no mundo à vista de Deus, e ambas são mencionadas no texto que inicia este artigo. Há aqueles que são chamados de trigo, e há aqueles que são chamados de joio.

Vista com os olhos do homem, a terra contém muitos tipos diferentes de habitantes. Visto com os olhos de Deus, contém apenas dois. Os olhos do homem olham para a aparência externa: é tudo o que ele pensa. O olho de Deus olha para o coração: - esta é a única parte da qual Ele leva em consideração. E provados pelo estado de seus corações, existem apenas duas classes nas quais as pessoas podem ser divididas: - elas são trigo ou são palha.

Quem é o trigo no mundo? Este é um ponto que exige consideração especial.

O trigo significa todos os homens e mulheres que são crentes no Senhor Jesus Cristo, todos que são guiados pelo Espírito Santo, todos que se sentiram pecadores e fugiram para se refugiar na salvação oferecida no Evangelho, todos que amam o Senhor Jesus e viva para o Senhor Jesus, e sirva ao Senhor Jesus - todos que tomaram a Cristo por sua única confiança, e a Bíblia como seu único guia, e consideram o pecado como seu inimigo mais mortal e olham para o céu como seu único casa. Tudo isso, de toda Igreja, nome, nação, povo e língua - de todos os níveis, posição, condição e grau -, todos esses são o "trigo" de Deus.

Mostre-me pessoas desse tipo em qualquer lugar e eu sei o que são. Não sei se eles e eu podemos concordar em todos os aspectos, mas vejo neles a obra do rei dos reis, e não peço mais nada. Não sei de onde vieram e onde encontraram sua religião; mas sei para onde eles estão indo, e isso é suficiente para mim. Eles são os filhos de meu Pai no céu. Eles fazem parte do Seu "trigo".

Todos esses, embora pecaminosos e vis, e indignos aos seus próprios olhos, são a parte preciosa da humanidade. Eles são os filhos e filhas de Deus Pai. Eles são o deleite de Deus, o Filho. Eles são a habitação de Deus, o Espírito. O Pai não vê iniquidade neles: - eles são membros do corpo místico de Seu querido Filho: Nele Ele os vê, e está satisfeito. O Senhor Jesus discerne neles o fruto de Seu próprio trabalho e trabalha na cruz, e está bem satisfeito. O Espírito Santo os considera como templos espirituais que Ele mesmo criou e se alegra por eles. Em uma palavra, eles são o "trigo" da terra.

Quem é o joio no mundo? Este é novamente um ponto que exige atenção especial.

O joio significa todos os homens e mulheres que não têm fé salvadora em Cristo, nem santificação do Espírito, quem quer que sejam. Alguns deles talvez sejam infiéis e outros são cristãos formais. Alguns são saduceus zombadores e outros fariseus hipócritas. Alguns deles fazem questão de manter uma espécie de religião dominical, e outros são totalmente descuidados com tudo, exceto com o próprio prazer e o mundo. Mas todos os que têm as duas grandes marcas já mencionadas - sem fé e sem santificação -, todos são "palha". De Paine e Voltaire ao clérigo morto que não pode pensar em nada além de cerimônias externas - de Julian e Porfírio [1] ao admirador inconverso de sermões nos dias atuais -, todos estão todos em uma posição diante de Deus: todos, todos são "palha."

Eles não trazem glória a Deus Pai. "Eles não honram o Filho e, portanto, não honram o Pai que O enviou." (João 5. 23.) Negligenciam aquela poderosa salvação que incontáveis ​​milhões de anjos admiram. Eles desobedecem à Palavra que foi graciosamente escrita para seu aprendizado. Eles não ouvem a voz d'Aquele que condescendeu em deixar o céu e morrer por seus pecados. Eles não prestam tributo de serviço e carinho àquele que lhes deu "vida, fôlego e todas as coisas". E, portanto, Deus não tem prazer neles. Ele tem pena deles, mas não os considera melhores do que "palha".

Sim! você pode ter raros dons intelectuais e altas realizações mentais: pode influenciar reinos por seu conselho, mover milhões pela sua caneta ou manter a multidão em atenção ofegante pela sua língua; mas se você nunca se submeteu ao jugo de Cristo, e nunca honrou Seu Evangelho pela recepção sincera dele, você não é nada aos Seus olhos. Dons naturais sem graça são como uma fileira de códigos sem uma unidade diante deles: eles parecem grandes, mas não têm valor. O inseto mais cruel que rasteja é um ser mais nobre do que você: ele ocupa seu lugar na criação e glorifica seu Criador com todo o seu poder, e você não. Você não honra a Deus com coração, vontade, intelecto e membros, que são todos dele. Você inverte Sua ordem e arranjo, e vive como se o tempo tivesse mais importância que a eternidade e o corpo melhor que a alma. Você se atreve a negligenciar o maior presente de Deus: Seu próprio Filho encarnado. Você está com frio sobre esse assunto que enche todo o céu de aleluias. E contanto que este seja o seu caso, você pertence à parte sem valor da humanidade. Você é o "joio" da terra.

Que esse pensamento seja gravado profundamente na mente de todo leitor deste artigo, seja lá o que mais ele esquecer. Lembre-se de que existem apenas dois tipos de pessoas no mundo. Há trigo e há palha.

Existem muitas nações na Europa. Cada um difere do resto. Cada um tem sua própria linguagem, suas próprias leis, seus próprios costumes peculiares. Mas os olhos de Deus dividem a Europa em duas grandes festas - o trigo e o joio.

Existem muitas aulas na Inglaterra. Existem colegas e plebeus - fazendeiros e lojistas - senhores e criados - ricos e pobres. Mas os olhos de Deus levam em conta apenas duas ordens: o trigo e o joio.

Existem muitas e variadas mentes em todas as congregações que se reúnem para o culto religioso. Existem alguns que atendem a uma mera forma e outros que realmente desejam encontrar a Cristo - alguns que vêm lá para agradar aos outros e outros que vêm para agradar a Deus -, alguns que trazem seus corações com eles e logo não se cansam, e alguns que deixam seus corações para trás e consideram todo o serviço cansativo. Mas o olho do Senhor Jesus vê apenas duas divisões na congregação: o trigo e o joio.

Havia milhões de visitantes na Grande Exposição de 1851. Da Europa, Ásia, África e América - do norte e do sul e leste e oeste -, as multidões se reuniram para ver o que habilidade e indústria podiam fazer. Os filhos da família de nosso primeiro pai Adam, que nunca haviam se visto antes, se encontraram pela primeira vez cara a cara sob o mesmo teto. Mas os olhos do Senhor só viram duas companhias lotando aquele grande palácio de vidro - o trigo e a palha.

Sei bem que o mundo não gosta dessa maneira de dividir cristãos professos. O mundo se esforça para imaginar que existem três tipos de pessoas, e não duas. Ser muito bom e muito rigoroso não combina com o mundo: eles não podem, não serão santos. Não ter religião alguma não combina com o mundo: - não seria respeitável. - "Graças a Deus", dirão eles, "não somos tão maus assim". Mas ter religião suficiente para ser salva, e ainda assim não entrar em extremos - para ser suficientemente bom, e ainda assim não ser peculiar - para ter um tipo de cristianismo silencioso, fácil de lidar e moderado, e depois ir para o céu confortavelmente , - essa é a ideia favorita do mundo. Existe uma terceira classe - uma classe média segura - - as fantasias do mundo, e nessa classe média a maioria dos homens se convence de que serão encontrados.

Eu denuncio essa noção de classe média, como uma ilusão imensa e destruidora de almas. Eu o aviso fortemente para não se deixar levar por isso. É uma invenção tão vã quanto o purgatório do papa. É um refúgio de mentiras - um castelo no ar - um palácio de gelo russo - uma vasta irrealidade - um sonho vazio. Esta classe média é uma classe de cristãos em nenhum lugar mencionados na Bíblia.

Havia duas classes no dia do dilúvio de Noé, aqueles que estavam dentro da arca e aqueles que estavam sem; - dois na parábola da rede do evangelho, aqueles que são chamados de bons peixes e aqueles que são chamados de maus. ; Duas na parábola das dez virgens, aquelas que são descritas como sábias e aquelas que são descritas como tolas; - duas no relato do dia do julgamento, as ovelhas e as cabras; - dois lados do trono, mão direita e esquerda; - duas moram quando a última frase é passada, céu e inferno.

E, assim, existem apenas duas classes na Igreja visível na Terra: aqueles que estão no estado de natureza e aqueles que estão no estado de graça; aqueles que estão no caminho estreito e aqueles que estão no estado. amplo - aqueles que têm fé e aqueles que não têm fé - aqueles que se converteram e aqueles que não se converteram - aqueles que estão com Cristo e aqueles que estão contra ele - aqueles que se reúnem com Ele e os que se espalham pelo exterior - os que são "trigo" e os que são "palha". Nessas duas classes, toda a Igreja professa de Cristo pode ser dividida. Além dessas duas classes, não há nenhuma.

Veja agora qual a causa da auto-indagação. Você está entre o trigo ou a palha? A neutralidade é impossível. Você está em uma classe ou na outra. Qual dos dois?

Você frequenta a igreja, talvez. Você vai para a mesa do Senhor. Você gosta de pessoas boas. Você pode distinguir entre boa pregação e má. Você acha que o papado é falso e se opõe calorosamente. Você considera o protestantismo verdadeiro e apóia-o cordialmente. Você se inscreve em sociedades religiosas. Você participa de reuniões religiosas. Você às vezes lê livros religiosos. Está bem: está muito bem. É bom: é tudo muito bom. É mais do que se pode dizer de muitos. Mas, ainda assim, essa não é uma resposta direta à minha pergunta. - Você é trigo ou é palha?

Você nasceu de novo? Você é uma nova criatura? Você adiou o velho e vestiu o novo? Você já sentiu seus pecados e se arrependeu deles? Você está olhando simplesmente para Cristo perdão e vida eterna? Você ama a Cristo? Você serve a Cristo? Você detesta pecados do coração e luta contra eles? Você anseia por perfeita santidade e segue com afinco depois dela? Você saiu do mundo? Você se deleita com a Bíblia? Você luta em oração? Você ama o povo de Cristo? Você tenta fazer o bem ao mundo? Você é vil aos seus próprios olhos e disposto a assumir o lugar mais baixo? Você é cristão nos negócios, nos dias de semana e por sua própria lareira? Oh, pense, pense, pense nessas coisas, e então talvez você seja mais capaz de dizer o estado de sua alma.

Peço que você não se afaste da minha pergunta, por mais desagradável que seja. Responda, embora isso possa picar sua consciência e levá-lo ao coração. Responda, embora isso possa provar que você está errado e exponha seu medo terrível. Não descanse, não descanse até que você saiba como é isso entre você e Deus. É melhor mil vezes descobrir que você está em um caso maligno e se arrepende às vezes do que viver na incerteza e se perder eternamente.


II. Deixe-me mostrar, em segundo lugar, o tempo em que as duas grandes classes da humanidade serão separadas.

O texto no início deste artigo prediz uma separação. Diz que Cristo um dia fará à Sua Igreja que professa o que o fazendeiro faz ao seu milho. Ele deve peneirar e peneirar. Ele "deve purificar completamente o seu andar". E então o trigo e a palha serão divididos.

Ainda não há separação. Agora, o bem e o mal estão todos misturados na visível Igreja de Cristo. Crentes e incrédulos - convertidos e não convertidos - santos e ímpios - todos podem ser encontrados agora entre aqueles que se chamam cristãos. Eles se sentam lado a lado em nossas assembleias. Eles se ajoelham lado a lado em nossos bancos. Eles ouvem lado a lado nossos sermões. Às vezes, andam lado a lado à mesa do Senhor e recebem o mesmo pão e vinho de nossas mãos.

Mas nem sempre será assim. Cristo virá pela segunda vez com o leque na mão. Ele purificará Sua Igreja, assim como purificou o templo. E então o trigo e a palha serão separados, e cada um irá para o seu lugar.

(a) Antes de Cristo chegar, a separação é impossível. Não está no poder do homem efetivá-lo. Não existe o ministro na terra que possa ler o coração de todos em sua congregação. Sobre alguns, ele pode falar decididamente; - ele não pode sobre todos. Quem tem óleo em suas lâmpadas e quem não tem - que têm graça e profissão - e que têm profissão apenas e sem graça - que são filhos de Deus e quem são do diabo - todas essas são perguntas que em muitos casos, não podemos decidir com precisão. A ventoinha de guiar não é colocada em nossas mãos.

Às vezes, a graça é tão fraca e débil que se parece com a natureza. A natureza às vezes é tão plausível e bem vestida, que parece graça. Creio que muitos de nós deveríamos ter dito que Judas era tão bom quanto qualquer um dos apóstolos; e ainda assim ele se mostrou um traidor. Creio que deveríamos ter dito que Pedro era um réprobo quando negou seu Senhor; e ainda assim ele se arrependeu imediatamente e ressuscitou. Somos apenas homens falíveis. "Nós sabemos em parte e profetizamos em parte". (1 Coríntios 13. 9.) Mal entendemos nosso próprio coração. Não é de admirar que não possamos ler o coração dos outros.

Mas nem sempre será assim. Existe alguém que nunca erra no julgamento e é perfeito no conhecimento. Jesus purificará Seu andar. Jesus peneirará a palha do trigo. Eu espero por isso. Até então, vou me inclinar para o lado da caridade em meus julgamentos. Prefiro tolerar muita palha na Igreja do que lançar um grão de trigo. Logo virá "quem tem o leque na mão", e então a certeza sobre cada um será conhecida.

(b) Antes de Cristo chegar, é inútil esperar ver uma Igreja perfeita. Não pode haver tal coisa. O trigo e o joio, no estado atual das coisas, sempre serão encontrados juntos. Tenho pena dos que deixam uma igreja e se juntam a outra, por causa de algumas falhas e membros doentios. Tenho pena deles, porque eles estão promovendo idéias que nunca podem ser realizadas. Tenho pena deles, porque eles estão buscando aquilo que não pode ser encontrado. Eu vejo "palha" em todos os lugares. Vejo imperfeições e enfermidades de algum tipo em toda comunhão na terra. Acredito que existem poucas mesas do Senhor, se houver, onde todos os comunicantes são convertidos. Costumo ver professores que falam alto são exaltados como santos. Costumo ver crentes sagrados e contritos declarados como não tendo nenhuma graça. Fico satisfeito se os homens são muito escrupulosos, podem andar a esmo, como a pomba de Noé, todos os dias e nunca encontrar descanso.

Algum leitor deste artigo deseja uma Igreja perfeita? Você deve esperar o dia da aparição de Cristo. Então, e não até então, você verá uma "Igreja gloriosa, sem manchas, rugas ou coisa parecida". (Efésios 5. 27.) Então, e não até então, o chão será purgado.

(c) Antes de Cristo chegar, é inútil procurar a conversão do mundo. Como pode ser, se Ele deve encontrar trigo e joio lado a lado no dia de Sua segunda vinda? Acredito que alguns cristãos esperam que as missões encham a terra com o conhecimento de Cristo, e que pouco a pouco o pecado desapareça, e um estado de perfeita santidade gradualmente se insinue. Não posso ver com os olhos deles. Eu acho que eles estão enganando os propósitos de Deus e semeando para si mesmos um desapontamento amargo. Não espero nada disso. Não vejo nada na Bíblia ou no mundo ao meu redor que me faça esperar. Nunca ouvi falar de uma única congregação totalmente convertida a Deus, na Inglaterra ou na Escócia, ou de algo assim. - E por que devo procurar um resultado diferente da pregação do Evangelho em outras terras? Só espero ver alguns serem levantados como testemunhas de Cristo em todas as nações, alguns em um lugar e outros em outro. Então espero que o Senhor Jesus venha em glória, com Seu leque nas mãos. E quando Ele purgar Seu andar, e não até então, Seu reino começará.

Sem separação e sem perfeição até que Cristo venha! Esse é o meu credo. Não fico comovido quando o infiel me pergunta por que o mundo não se converte, se o cristianismo é realmente verdadeiro. Eu respondo: nunca foi prometido que seria assim na presente ordem das coisas. A Bíblia me diz que os crentes sempre serão poucos - que corrupções, divisões e heresias sempre serão abundantes e que quando meu Senhor voltar à Terra, ele encontrará muita palha.

Sem perfeição até que Cristo venha! Não me incomodo quando os homens dizem: "Torne todas as pessoas boas cristãs em casa antes de enviar missionários para os pagãos no exterior". Eu respondo: Se devo esperar por isso, posso esperar para sempre. Quando tivermos feito tudo em casa, a Igreja ainda será um corpo misto - conterá um pouco de trigo e muito joio.

Mas Cristo voltará. Cedo ou tarde, haverá uma separação da Igreja visível em duas companhias, e temerosa será essa separação. O trigo formará uma companhia. O joio deve formar outro. A única empresa será piedosa. A outra empresa será toda ímpia. Cada um deve ser por si mesmo, e um grande abismo entre eles, que ninguém pode passar. Bem-aventurados os justos estarão naquele dia! Eles devem brilhar como estrelas, não mais obscurecidos pelas nuvens. Serão lindos como o lírio, não mais sufocados com espinhos. (Cânticos 2. 2.) Miserável de fato será o ímpio! Quão corrupta será a corrupção quando deixada sem um grão de sal para temperá-la! Quão escura será a escuridão quando deixada sem uma centelha de luz! Ah, não basta respeitar e admirar o povo do Senhor! Você deve pertencer a eles, ou um dia será separado deles para sempre. Não haverá palha no céu. Muitas, muitas são as famílias onde uma será levada e outra deixada. (Lucas 17. 34.)

Quem existe agora entre os leitores deste artigo que ama sinceramente o Senhor Jesus Cristo? Se eu conheço alguma coisa do coração de um cristão, suas maiores provações estão na companhia de pessoas do mundo - suas maiores alegrias na companhia dos santos. Sim! há muitos dias cansativos, em que seu espírito se sente quebrado e esmagado pelo tom terreno de todos os que estão à sua volta; dias em que você pode chorar com David: "Ai de mim que eu moro em Meseque, e tenho minha habitação nas tendas de Kedar?" . " (Salmo 120. 5.) E ainda há horas em que sua alma é tão revigorada e revivida ao conhecer alguns dos queridos filhos de Deus, que parece o céu na terra. Não falo com seu coração? Essas coisas não são verdadeiras? Veja então como você deve esperar o tempo em que Cristo voltará. Veja como você deve orar diariamente para que o Senhor apresse Seu reino e diga: "Venha depressa, Senhor Jesus". (Apocalipse 22. 20.) Então, e não até então, haverá uma comunhão pura e sem mistura. Então, e não até então, todos os santos estarão juntos e sairão da presença um do outro. Espere um pouco. Espere um pouco. Desdém e desprezo logo terminarão. O riso e o ridículo logo terão um fim. Calúnias e falsas declarações cessarão em breve. Seu Salvador deve vir e defender sua causa. E então, como Moisés disse a Corá, "o Senhor mostrará quem são Seus" (Números 16. 5.)

Quem existe entre os leitores deste artigo que sabe que seu coração não está certo diante de Deus? Veja como você deve temer e tremer ao pensar na aparição de Cristo. Infelizmente, para o homem que vive e morre com nada melhor do que um manto de religião! No dia em que Cristo purificar Seu andar, você será mostrado e exposto em suas cores verdadeiras. Você pode enganar ministros, amigos e vizinhos - mas não pode enganar a Cristo. A tinta e o verniz de um cristianismo sem coração nunca resistirá ao fogo daquele dia. O Senhor é um Deus de conhecimento, e por Ele as ações são pesadas. Você descobrirá que o olho que viu Acã e Geazi leu seus segredos e procurou suas coisas ocultas. Você ouvirá aquela terrível palavra: "Amigo, como você entra aqui, sem ter uma roupa nupcial?" (Mateus 22. 12.) Oh, trema com o pensamento do dia da peneiração e separação! Certamente a hipocrisia é o jogo mais perdedor. Certamente, nunca responde para desempenhar um papel. Certamente nunca responde, como Ananias e Safira, fingir dar algo a Deus, e ainda assim reter seu coração. Tudo falha finalmente. Sua alegria é apenas por um momento. Suas esperanças não são melhores que um sonho. Oh, tremer, tremer: tremer e se arrepender!


III Deixe-me mostrar, em terceiro lugar, a porção que o povo de Cristo receberá quando Ele vier para purgar Seu andar.

O texto no início deste artigo nos diz isso, em palavras boas e confortáveis. Diz-nos que Cristo "ajuntará o seu trigo no celeiro".

Quando o Senhor Jesus vier pela segunda vez, Ele reunirá Seu povo crente em um local seguro. Ele enviará Seus anjos e os reunirá de todos os cantos. O mar entregará os mortos que estão nele, e as sepulturas os mortos que estão neles, e os vivos serão mudados. Nenhum pecador pobre da humanidade que já tenha se apegado a Cristo pela fé estará em falta nessa companhia. Nenhum grão de trigo estará faltando e deixado de fora, quando os juízos caírem sobre um mundo iníquo. Haverá uma colheita para o trigo da terra, e nela será trazido todo o trigo.

É um pensamento doce e confortável que "o Senhor tenha prazer em Seu povo" e "cuide dos justos". (Salmo 149. 4; 1 Pedro 5. 7.) Mas, quanto o Senhor cuida deles, temo que seja pouco conhecido e pouco visto. Os crentes têm suas provações, além de qualquer dúvida, e essas são muitas e grandes. A carne é fraca. O mundo está cheio de armadilhas. A cruz é pesada. O caminho é estreito. Os companheiros são poucos. Mas eles ainda têm fortes consolações, se seus olhos estiverem abertos para vê-los. Como Hagar, eles têm um poço de água perto deles, mesmo no deserto, embora muitas vezes não o descubram. Como Maria, eles têm Jesus ao seu lado, embora muitas vezes não tenham consciência disso por muito lágrimas. (Gênesis 21. 19; João 20. 14.)

Fique comigo enquanto eu tento lhe contar algo sobre o cuidado de Cristo pelos pobres pecadores que nEle crêem. Infelizmente, de fato, isso deve ser necessário! Mas vivemos um dia de declarações fracas e fracas. O perigo do estado da natureza é debilmente exposto. Os privilégios do estado de graça são fracamente estabelecidos. Almas hesitantes não são encorajadas. Os discípulos não são estabelecidos e confirmados. O homem fora de Cristo não está corretamente alarmado. O homem em Cristo não está corretamente edificado. Aquele que dorme e raramente tem sua consciência picada. O outro rasteja e rasteja todos os seus dias, e nunca entende completamente as riquezas de sua herança. Verdadeiramente, essa é uma doença dolorosa e que eu ficaria feliz em ajudar a curar. Na verdade, é uma coisa melancólica que o povo de Deus nunca suba ao monte Pizga, e nunca saiba o comprimento e a largura de seus bens. Ser irmãos de Cristo e filhos de Deus por adoção - para ter perdão completo e perfeito e a renovação do Espírito Santo - para ter um lugar no livro da vida e um nome no peitoral do Grande Sumo Sacerdote no céu - todas estas são realmente coisas gloriosas. Mas ainda assim eles não são a porção total de um crente. Na verdade, são fontes superiores, mas ainda existem fontes inferiores.

(a) O Senhor tem prazer em Seu povo que crê. Embora negros aos seus próprios olhos, eles são graciosos e honrosos aos Seus. Eles são todos justos. Ele não vê "nenhum ponto" neles. (Cânticos 4. 7.) Suas fraquezas e deficiências não rompem a união entre Ele e eles. Ele os escolheu, conhecendo todos os seus corações. Ele os tomou para si, com um perfeito entendimento de todas as suas dívidas, responsabilidades e enfermidades, e Ele nunca quebrará Sua aliança e as rejeitará. Quando eles caírem, Ele os criará novamente. Quando eles vagarem, Ele os trará de volta. Suas orações são agradáveis ​​a ele. Como um pai ama os primeiros esforços gaguejantes de seu filho para falar, assim o Senhor ama as pobres e fracas petições de Seu povo. Ele os endossa com sua poderosa intercessão e lhes dá poder no alto. Seus serviços são agradáveis ​​a Ele. Como um pai se deleita com a primeira margarida que seu filho pega e traz para ele, assim o Senhor fica satisfeito com as fracas tentativas de Seu povo de servi-Lo. Nem um copo de água fria perderá sua recompensa. Nenhuma palavra dita em amor jamais será esquecida. O Espírito Santo inspirou São Paulo a contar aos hebreus a fé de Noé, mas não a embriaguez - da fé de Raabe, mas não a mentira dela. É uma coisa abençoada ser o trigo de Deus!

(b) O Senhor cuida de Seu povo crente em suas vidas. Sua morada é bem conhecida. A rua chamada "reta", onde Judas morava, e Paulo se alojava - a casa à beira-mar, onde Pedro orava, era familiar ao Senhor. Ninguém tem assistentes como eles: - os anjos se regozijam quando nascem de novo; os anjos ministram para eles; e anjos acampam ao seu redor. Ninguém tem tal alimento; - seu pão lhes é dado e sua água é certa, e eles têm carne para comer, da qual o mundo nada sabe. Ninguém tem a mesma companhia que têm: o Espírito habita com eles; o Pai e o Filho vêm a eles e moram com eles. (João 14. 23.) Seus passos são todos ordenados da graça à glória: os que os perseguem perseguem o próprio Cristo, e os que os machucam ferem a menina dos olhos do Senhor. Suas provações e tentações são todas medidas por um médico sábio: - nenhum grão de amargura é misturado em seu cálice, o que não é bom para a saúde de suas almas. Suas tentações, como as de Jó, estão todas sob o controle de Deus. - Satanás não pode tocar na cabeça deles sem a permissão de seu Senhor, nem mesmo tentá-los acima daquilo que eles devem suportar. "Como um pai tem pena de seus próprios filhos, o Senhor também tem pena dos que O temem." Ele nunca os aflige de bom grado. (Salmo 103. 13; Lamentações 3. 33.) Ele os conduz pelo caminho certo. Ele não retém nada que realmente seja para o bem deles. Venha o que quiser, sempre há um "precisa ser". Quando são colocados no forno, é possível que sejam purificados. Quando são castigados, é para que se tornem mais santos. Quando são podadas, é para torná-las mais frutíferas. Quando eles são transplantados de um lugar para outro, é que eles podem florescer mais intensamente. Todas as coisas estão continuamente trabalhando juntas para o bem delas. Como a abelha, elas extraem doçura mesmo das flores mais amargas.

(c) O Senhor cuida de Seu povo crente em suas mortes. O tempo deles está nas mãos do Senhor. Os cabelos de suas cabeças estão todos numerados, e ninguém pode cair no chão sem o Pai. Eles são mantidos na terra até que estejam maduros e prontos para a glória, e nem um momento a mais. Quando tiverem sol e chuva o suficiente, vento e tempestade o suficiente, frio e calor o suficiente - quando o ouvido for aperfeiçoado -, então, e até lá, a foice é aplicada. Todos são imortais até que o trabalho seja concluído. Não há uma doença que possa afrouxar os pinos do seu tabernáculo, até que o Senhor dê a palavra. Milhares podem cair à sua direita, mas não há praga que possa tocá-los até que o Senhor veja o bem. Não há um médico que possa mantê-los vivos, quando o Senhor der a palavra. Quando eles chegam ao seu leito de morte, os braços eternos estão ao seu redor e fazem toda a sua cama na doença. Quando eles morrem, eles morrem como Moisés, "de acordo com a palavra do Senhor", na hora certa e da maneira certa. (Deuteronômio 34. 5.) E quando dão o último suspiro, adormecem em Cristo e são imediatamente transportados, como Lázaro, para o seio de Abraão. Sim! é uma coisa abençoada ser o trigo de Cristo! Quando o sol de outros homens está se pondo, o sol do crente está nascendo. Quando outros homens estão deixando de lado suas honras, ele está se dedicando. A morte trava a porta ao incrédulo e o afasta da esperança. Mas a morte abre a porta para o crente e o deixa no paraíso.

(d) E o Senhor cuidará de Seu povo crente no dia terrível de Sua aparição. O fogo flamejante não deve chegar perto deles. A voz do Arcanjo e a trombeta de Deus não proclamam terrores aos seus ouvidos. Dormindo ou acordando, rápido ou morto, em pé no caixão ou em pé no posto de serviço diário - os crentes devem estar seguros e imóveis. Eles devem levantar a cabeça com alegria quando virem a redenção se aproximando. Devem ser trocados e vestir suas belas vestes num piscar de olhos. Eles serão "arrebatados para encontrar o Senhor no ar". (1 Tessalonicenses 4. 17.) Jesus não fará nada a um mundo carregado de pecado até que todo o seu povo esteja seguro. Havia uma arca para Noé quando o dilúvio começou. Havia um Zoar para Ló quando o fogo caiu sobre Sodoma. Havia uma Pella para os primeiros cristãos quando Jerusalém foi sitiada. Havia uma Zurique para os reformadores ingleses quando Maria, a católica, subiu ao trono. E haverá uma colheita para todo o trigo da terra no último dia. Sim! é uma coisa abençoada ser o trigo de Cristo!

Muitas vezes me pergunto a miserável falta de fé daqueles entre nós que são crentes. Junto à dureza do coração não convertido, chamo de uma das maiores maravilhas do mundo. Eu me pergunto que, com tão poderosas razões de confiança, ainda podemos estar tão cheios de dúvidas. Fico maravilhado, acima de tudo, como alguém pode negar a doutrina que o povo de Cristo persevera até o fim, e imagino que Aquele que os amou, a fim de morrer por eles na cruz, jamais os deixará ser jogados fora. Acho que não. Eu não acredito que o Senhor Jesus jamais perderá um de Seu rebanho. Ele não permitirá que Satanás o afaste, nem um cordeiro doente. Ele não permitirá que um osso de seu corpo místico seja quebrado. Ele não permitirá que uma joia caia da sua coroa. Ele e Sua noiva foram unidos uma vez em um pacto eterno, e nunca serão jamais separados. Os troféus conquistados pelos conquistadores terrestres muitas vezes foram arrancados deles e levados; mas isso nunca será dito dos troféus Daquele que triunfou por nós na cruz. "Minhas ovelhas", diz ele, "nunca perecerão". (João 10. 28.) Eu me posiciono nesse texto. Não sei como isso pode ser evitado. Se as palavras têm algum significado, a perseverança do povo de Cristo está lá.

Não creio que, quando Davi resgatou o cordeiro das patas do leão, ele o deixou fraco e ferido para perecer no deserto. Não posso acreditar, quando o Senhor Jesus libertou uma alma da armadilha do diabo, que Ele jamais deixaria aquela alma para se arriscar e lutaria com sua própria debilidade, contra o pecado, o diabo e o mundo.

Ouso dizer que, se você estivesse presente em um naufrágio, e ver uma criança indefesa se lançando sobre as ondas mergulhasse no mar e a salvasse com o risco de sua própria vida, tenho certeza de que não se contentaria com apenas trazer aquela criança segura para a praia. Você não o deitaria quando chegasse à terra e diria: "Não farei mais. Ele é fraco - ele é insensível - ele é frio: não importa. Eu fiz o suficiente" - entreguei ele das águas: ele não é afogado. " Você não faria isso. Você não diria isso. Você não trataria essa criança dessa maneira. Você o levaria em seus braços; você o levaria para a casa mais próxima; você tentaria trazer de volta calor e animação; você usaria todos os meios para restaurar a saúde e o vigor: nunca o abandonaria até que sua recuperação fosse uma coisa certa.

E você pode supor que o Senhor Jesus Cristo é menos misericordioso e menos compassivo? Você pode pensar que Ele sofreria na cruz e morreria, e ainda assim deixa incerto se os crentes n'Ele seriam salvos? Você pode pensar que Ele lutaria com a morte e o inferno, e desceria à sepultura por nossa causa, e ainda assim permitiria que nossa vida eterna dependesse de um fio que nossos pobres e miseráveis ​​empreendimentos.

Ah, não: ele não faz isso! Ele é um Salvador perfeito e completo. Aqueles a quem Ele ama, Ele ama até o fim. Aqueles a quem Ele lava em Seu sangue, Ele nunca deixa nem abandona. Ele põe o medo em seus corações, para que não se afastem dele. Onde Ele começa um trabalho, ali também termina. Todos os que Ele planta em Seu "jardim", na Terra, Ele transplanta, mais cedo ou mais tarde, no paraíso. Todos a quem Ele vivifica pelo Seu Espírito, também trará com Ele quando entrar no Seu reino. Há uma colheita para cada grão de trigo. Todos aparecerão em Sião diante de Deus.

Da falsa graça, o homem pode cair, e isso tanto por fim quanto por falta. Eu nunca duvido disso. Eu vejo provas disso continuamente. Da verdadeira graça, os homens nunca caem totalmente. Eles nunca fizeram, e nunca o farão. Se cometerem pecado, como Pedro, se arrependerão e ressuscitarão. Se errarem da maneira correta, como Davi, serão trazidos de volta. Não é nenhuma força ou poder próprio que os impede de apostatar. Eles são mantidos porque o poder, o amor e as promessas da Trindade estão todos envolvidos do seu lado. A eleição de Deus Pai não será infrutífera; a intercessão de Deus, o Filho, não será ineficaz; o amor de Deus, o Espírito, não será trabalho em vão. O Senhor "guardará os pés dos seus santos". (1 Samuel 2. 9) Todos serão mais que vencedores, por meio daquele que os amou. Todos eles vencerão, e ninguém morre eternamente.

Se você ainda não tomou a cruz e se tornou discípulo de Cristo, pouco sabe quais privilégios estão perdendo. Paz com Deus agora e glória a seguir, os braços eternos para mantê-lo pelo caminho, e a garantia de segurança no final, tudo isso é oferecido gratuitamente a você, sem dinheiro e sem preço. Você pode dizer que os cristãos têm tribulações; você esquece que eles também têm consolo. Você pode dizer que eles têm tristezas peculiares; você esquece que eles também têm alegrias peculiares. Você vê apenas metade da vida cristã. Você não vê tudo. Você vê a guerra; mas não a carne e o salário. Você vê a agitação e o conflito da parte externa do cristianismo; você não vê os tesouros escondidos que estão no fundo. Como o servo de Eliseu, você vê os inimigos dos filhos de Deus; mas você, como Eliseu, não vê os carros e cavalos de fogo que os protegem. Oh, não julgue pelas aparências externas! Certifique-se de que a menor gota de água da vida seja melhor do que todos os rios do mundo. Lembre-se do depósito e da coroa. Seja sábio no tempo.

Se você acha que é um discípulo fraco, não pense que essa fraqueza o exclua de qualquer um dos privilégios dos quais tenho falado. A fé fraca é a fé verdadeira, e a graça fraca é a verdadeira graça; e ambos são o presente daquele que nunca dá em vão. Não temas, nem desanime. Não duvide, nem desespere. Jesus nunca "quebrará a cana machucada, nem apagará o linho fumegante". (Isaías 42. 3.) Os bebês de uma família são tão amados e pensados ​​quanto os irmãos e irmãs mais velhos. As mudas tenras em um jardim são tão diligentemente cuidadas quanto as árvores velhas. Os cordeiros no rebanho são tão cuidadosamente cuidados pelo bom pastor quanto as velhas ovelhas. Oh, tenha certeza de que é o mesmo na família de Cristo, no jardim de Cristo, no rebanho de Cristo! Todos são amados. Todos são pensados ​​com ternura. Todos são cuidados. E tudo será encontrado em Seu tesouro, finalmente.


IV. Deixe-me mostrar, em último lugar, a parte que resta para todos os que não são o povo de Cristo.

O texto no início deste artigo descreve isso em palavras que devem fazer nossos ouvidos formigarem: Cristo "queimará a palha com fogo inextinguível".

Quando o Senhor Jesus Cristo vier para limpar Seu andar, ele castigará todos os que não são Seus discípulos com um castigo temeroso. Todos os que são achados impenitentes e incrédulos - todos os que mantiveram a verdade na injustiça - todos os que se apegaram ao pecado, se apegaram ao mundo e depositam suas afeições nas coisas abaixo - todos os que estão sem Cristo - todos devem chegar a um fim terrível. Cristo "queimará a palha".

Sua punição será mais severa. Não há dor como a de queimar. Coloque o dedo na vela por um momento, se você duvida disso, e tente. O fogo é o mais destrutivo e devorador de todos os elementos. Olhe na boca de um alto-forno e pense no que seria estar lá. O fogo é de todos os elementos mais opostos à vida. Criaturas podem viver no ar, na terra e na água; mas nada pode viver em chamas. No entanto, o fogo é a parte para a qual os incrédulos e incrédulos virão. Cristo "queimará a palha com fogo".

Seu castigo será eterno. Milhões de eras passarão, e o fogo no qual a palha é lançada ainda continuará acesa. Esse fogo nunca deve queimar baixo e escurecer. O combustível desse incêndio nunca deve ser consumido e consumido. É "fogo inextinguível".

Infelizmente, estas são coisas tristes e dolorosas de se falar! Não tenho prazer em insistir neles. Eu poderia dizer com o apóstolo Paulo, enquanto escrevo: "Tenho grande peso e tristeza contínua". (Romanos 9. 2.) Mas são coisas escritas para o nosso aprendizado, e é bom considerá-las. Eles fazem parte dessa Escritura que é "toda lucrativa" e devem ser ouvidos. Por mais doloroso que seja o assunto do inferno, é sobre o qual não ouso, não posso, não devo ficar calado. Quem desejaria falar do fogo do inferno se Deus não tivesse falado disso? Quando Deus falou tão claramente, quem pode manter sua paz em segurança?

Não ouso fechar os olhos ao fato de que uma infidelidade profundamente enraizada se esconde na mente dos homens sobre o assunto do inferno. Eu vejo isso escorrendo na total apatia de alguns: eles comem, bebem e dormem, como se não houvesse ira por vir. Eu vejo isso surgindo na frieza dos outros sobre as almas de seus vizinhos: eles mostram pouca ansiedade para arrancar marcas do fogo. Desejo denunciar tal infidelidade com todas as minhas forças. Acreditando que existem "terrores do Senhor", bem como a "recompensa de recompensa", apelo a todos os que professam acreditar na Bíblia, que estejam em guarda.

(a) Eu sei que alguns não acreditam que exista algum inferno. Eles acham impossível haver um lugar assim. Eles chamam isso de inconsistente com a misericórdia de Deus. Eles dizem que é uma ideia terrível demais para ser realmente verdadeira. O diabo, é claro, se alegra na visão de tais pessoas. Eles ajudam seu reino poderosamente. Eles estão pregando sua própria doutrina favorita: "Certamente não morrereis". (Gênesis 3. 4.)

(b) Eu sei, além disso, que alguns não acreditam que o inferno é eterno. Eles nos dizem que é incrível que um Deus compassivo castigue os homens para sempre. Ele certamente abrirá finalmente as portas da prisão. Isso também é uma grande ajuda para a causa do diabo. "Acalme-se", ele sussurra para os pecadores: "se você cometer um erro, não importa, não é para sempre". Uma mulher perversa foi ouvida nas ruas de Londres dizendo a um mau companheiro: "Venha: quem tem medo? Alguns pastores dizem que não há inferno".

(c) Sei também que alguns acreditam que existe um inferno, mas nunca permitem que alguém vá para lá. Todas as pessoas, com eles, são boas assim que morrem - todas foram sinceras - todas foram bem-intencionadas - e todas, esperam, chegaram ao céu. Infelizmente, que ilusão comum é essa! Compreendo bem o sentimento da menininha que perguntou à mãe onde estavam enterradas todas as pessoas más ", pois ela não encontrou menção nas pedras graves de ninguém, exceto as boas".

(d) E eu sei muito bem que alguns acreditam que há um inferno, e nunca gostam disso. É um assunto que sempre deve ser mantido em sua opinião. Eles não vêem lucro em apresentá-lo e ficam bastante chocados quando é mencionado. Isso também é uma imensa ajuda para o diabo. "Sussurro!" diz Satanás, "não diga nada sobre o inferno". O passarinho deseja não ouvir barulho quando coloca suas armadilhas. O lobo gostaria que o pastor dormisse enquanto rondava a dobra. O diabo se alegra quando os cristãos se calam sobre o inferno.

Todas essas noções são as opiniões do homem. Mas o que é para você e para mim o que o homem pensa na religião? O homem não nos julgará no último dia. As fantasias e tradições do homem não devem ser nosso guia nesta vida. Há apenas um ponto a ser resolvido: "O que diz a Palavra de Deus?"

(a) Você acredita na Bíblia? Então dependa disso, o inferno é real e verdadeiro. É verdadeiro como o céu, tão verdadeiro quanto a justificação pela fé, tão verdadeiro quanto o fato de que Cristo morreu na cruz, tão verdadeiro quanto o Mar Morto. Não existe um fato ou doutrina que você não possa duvidar legalmente se duvidar do inferno. Descreva o inferno, e você desaparafusa, desmonta e desamarra tudo nas Escrituras. Você também pode jogar sua Bíblia fora de uma vez. Do "sem inferno" a "sem Deus", há apenas uma série de etapas.

(b) Você acredita na Bíblia? Então dependa disso, o inferno terá habitantes. Os ímpios certamente serão transformados em inferno, e todas as pessoas que se esquecem de Deus. "Estes irão para o castigo eterno." (Mateus 25. 46.) O mesmo abençoado Salvador que agora se senta no trono da graça, um dia se sentará no trono do julgamento, e os homens verão que existe algo como "a ira do Cordeiro". (Apocalipse 6. 16.) Os mesmos lábios que agora dizem: "Vinde, vinde a mim!" um dia dirá: "Partam, amaldiçoados!" Ai, que terrível o pensamento de ser condenado pelo próprio Cristo, julgado pelo Salvador, condenado à miséria pelo Cordeiro!

(c) Você acredita na Bíblia? Então dependa disso, o inferno será intenso e indizível. É inútil falar de todas as expressões sobre ser apenas figuras de linguagem. A cova, a prisão, o verme, o fogo, a sede, a escuridão, a escuridão, o choro, o ranger de dentes, a segunda morte - todas essas podem ser figuras de linguagem, por favor. Mas as figuras bíblicas significam algo, além de qualquer pergunta, e aqui elas significam algo que a mente do homem nunca pode conceber completamente. As misérias da mente e da consciência são muito piores que as do corpo. Toda a extensão do inferno, o sofrimento presente, a amarga lembrança do passado, a perspectiva desesperadora do futuro, nunca serão completamente conhecidas, exceto por aqueles que lá vão.

(d) Você acredita na Bíblia? Então dependa disso, o inferno é eterno. Deve ser eterno, ou as palavras não têm significado algum. Para todo o sempre - eterno - inextinguível - nunca morrendo -, todas essas são expressões usadas sobre o inferno e expressões que não podem ser explicadas. Deve ser eterno, ou os próprios fundamentos do céu são lançados. Se o inferno tem um fim, o céu também tem um fim. Ambos permanecem ou caem juntos. - Deve ser eterno, ou então toda doutrina do Evangelho está minada. Se um homem pode escapar completamente do inferno sem fé em Cristo, ou santificação do Espírito, o pecado não é mais um mal infinito, e não havia tanta necessidade de Cristo fazer expiação. E onde há justificativa para dizer que o inferno pode mudar um coração ou torná-lo adequado para o céu? - Deve ser eterno, ou o inferno deixaria de ser um inferno completamente. Dê esperança a um homem, e ele suportará qualquer coisa. Conceda uma esperança de libertação, por mais distante que seja, e o inferno é apenas uma gota de água. Ah, estas são coisas solenes! Bem disse o velho Caryl: "PARA SEMPRE é o ditado mais solene da Bíblia". Infelizmente, para aquele dia que não terá amanhã - aquele dia em que os homens buscarão a morte e não a encontrarão, e desejarão morrer, mas a morte fugirá deles! Quem habitará com fogo devorador? Quem habitará com queimaduras eternas? (Apocalipse 9. 6; Isaías 33. 14.)

(e) Você acredita na Bíblia? Então dependa disso, o inferno é um assunto que não deve ser evitado. É impressionante observar os muitos textos sobre isso nas Escrituras. É impressionante observar que ninguém fala tanto sobre isso como nosso Senhor Jesus Cristo, aquele gracioso e misericordioso Salvador; e o apóstolo João, cujo coração parece cheio de amor. Verdadeiramente, pode-se duvidar se nós, ministros, falamos disso tanto quanto deveríamos. Não consigo esquecer as palavras de um ouvinte moribundo do Sr. Newton: "Senhor, você me falou muitas vezes de Cristo e da salvação: por que você não me lembrava mais frequentemente do inferno e do perigo?"

Que outros mantenham a paz sobre o inferno, se quiserem; - Não ouso fazê-lo. Eu vejo isso claramente nas Escrituras, e devo falar sobre isso. Temo que milhares estejam nesse caminho amplo que leva a isso, e eu os levaria a despertar o sentimento de perigo diante deles. O que você diria do homem que viu a casa de seu vizinho em perigo de ser incendiado e nunca levantou o grito de "Fogo"? O que deve ser dito de nós como ministros, se nos chamarmos vigias de almas, e ainda assim vermos os fogos do inferno ao longe, e nunca dermos o alarme? Chame de mau gosto, se quiser, para falar do inferno. Chame-a de caridade para tornar as coisas agradáveis, e fale tranquilamente, e acalme os homens com uma constante canção de ninar de paz. De tais noções de gosto e caridade, jamais serei libertado! Minha noção de caridade é advertir claramente os homens sobre o perigo. Minha noção de gosto no ofício ministerial é declarar todo o conselho de Deus. Se eu nunca falasse do inferno, pensaria que tinha guardado algo que era lucrativo e deveria me considerar um cúmplice do diabo.

Peço a todos os leitores deste artigo, com todo carinho, que tomem cuidado com as falsas visões sobre o assunto em que estive pensando. Cuidado com as novas e estranhas doutrinas sobre o inferno e a eternidade do castigo. Cuidado ao fabricar um Deus próprio, um Deus que é toda misericórdia, mas não apenas, um Deus que é todo amor, mas não é santo, um Deus que tem um paraíso para todos, mas um inferno para ninguém, um Deus que pode permitir que o bem e o mal estejam lado a lado no tempo, mas não fará distinção entre o bem e o mal na eternidade. Esse Deus é um ídolo de sua autoria, como Júpiter ou Moloque - como um ídolo como qualquer cobra ou crocodilo em um templo egípcio -, como um ídolo que já foi moldado em latão ou argila. As mãos de sua própria fantasia e sentimentalismo o fizeram. Ele não é o Deus da Bíblia e, além do Deus da Bíblia, não existe Deus. Seu paraíso não seria de jeito nenhum. Um céu contendo todos os tipos de personagens indiscriminadamente seria realmente uma discórdia miserável. Infelizmente, pela eternidade de tal céu! haveria pouca diferença entre isso e o inferno. Há um inferno! Há um incêndio para o joio! Preste atenção para que você não descubra isso, às suas custas, tarde demais.

Cuidado para ser sábio acima do que está escrito. Cuidado para formar suas próprias teorias fantasiosas e depois tentar fazer a Bíblia se encaixar com elas. Cuidado ao fazer seleções da Bíblia para se adequar ao seu gosto - recusar, como uma criança mimada, o que você achar amargo, - agarrar, como uma criança mimada, o que você achar doce. O que é tudo isso, exceto pegar o canivete de Joaquim? (Jeremias 36. 23.) O que significa apenas dizer a Deus que você, um verme pobre e de vida curta, sabe o que é melhor para você do que Ele. Não vai dar: não vai dar. Você deve levar a Bíblia como ela é. Você deve ler tudo e acreditar em tudo. Você deve ler isso no espírito de uma criança pequena. Não ouso dizer: "Eu acredito neste versículo, pois gosto. Rejeito isso, porque não gosto. Recebo isso, pois posso entendê-lo. Recuso-o, pois não posso conciliar isso com meus pontos de vista. " Não, mas, ó homem, "quem és tu que replica contra Deus?" (Romanos 9. 20.) Com que direito você fala dessa maneira? Certamente, era melhor dizer em todos os capítulos da Palavra: "Fala, Senhor, porque o teu servo ouve." - Se os homens fizessem isso, nunca negariam o inferno, a palha e o fogo.


E agora, deixe-me dizer quatro coisas em conclusão, e então eu fiz. Eu mostrei as duas grandes classes da humanidade, o trigo e a palha. - Eu mostrei a separação que um dia ocorrerá. - Eu mostrei a segurança do povo do Senhor. - Eu mostrei a parte temerosa dos sem Cristo e incrédulo. - Recomendo essas coisas à consciência de todos os leitores deste artigo, como à vista de Deus.

(1) Antes de tudo, descanse em sua mente que as coisas das quais tenho falado são todas reais e verdadeiras.

Eu acredito que muitos nunca vêem as grandes verdades da religião sob essa luz. Acredito firmemente que muitos nunca ouvem as coisas que ouvem dos ministros como realidades. Eles consideram tudo, como Gálio, como uma questão de "nomes e palavras" e nada mais; uma sombra enorme - uma representação formal - uma grande farsa. O último romance, as últimas notícias da França, Índia, Austrália, Turquia ou Nova York - são coisas que eles percebem: sentem-se interessados ​​e empolgados com eles. Mas quanto à Bíblia, o céu, o reino de Cristo e o dia do julgamento - esses são assuntos que eles ouvem impassíveis: eles realmente não acreditam neles. Se Layard tivesse desenterrado em Nínive algo que prejudicasse a verdade e a autoridade das Escrituras do Antigo Testamento, isso não teria interferido na paz deles por uma hora.

Se você entrou tristemente nesse estado de espírito, eu lhe ordeno que o rejeite para sempre. Se você quer ouvir ou perdoar, desperte para uma convicção completa de que as coisas que eu trouxe antes de você são reais e verdadeiras. O trigo, a palha, a separação, a colheita, o fogo - todas essas são grandes realidades - tão reais quanto o sol no céu - tão reais quanto o papel que seus olhos contemplam. Pela minha parte, acredito no céu e acredito no inferno. Eu acredito em um julgamento vindouro. Eu acredito em um dia de peneirar. Não tenho vergonha de dizer isso. Eu acredito em todos eles e, portanto, escrevo como eu. Oh, siga o conselho de um amigo - viva como se essas coisas fossem verdadeiras.

(2) Decida em segundo plano, que as coisas que escrevo dizem respeito a si mesmo. Eles são da sua conta, caso e preocupação.

Muitos, estou satisfeito, nunca encaram a religião como um assunto que se preocupa. Eles atendem em sua parte externa, de maneira decente e adequada. Eles ouvem sermões. Eles lêem livros religiosos. Eles têm seus filhos batizados. Mas o tempo todo eles nunca se perguntam: "O que é isso tudo para mim?" Eles se sentam em nossas igrejas como espectadores em um teatro ou tribunal. Eles lêem nossos escritos como se estivessem lendo um relato de um julgamento interessante ou de algum evento distante. Mas eles nunca dizem para si mesmos: "Eu sou o homem".

Se você tem esse tipo de sentimento, dependa disso, nunca fará. Deve haver um fim para tudo isso, se você quiser ser salvo. Você é o homem para quem escrevo, quem quer que seja quem lê este artigo. Não escrevo especialmente para os ricos. Não escrevo especialmente para os pobres. Escrevo para todo mundo que ler, qualquer que seja sua posição. É por conta da sua alma que estou implorando, e não por outra. Você é mencionado no texto que inicia este artigo. Você está neste mesmo dia entre o "trigo" ou entre o "joio". Sua porção será um dia o coletor ou o fogo. Oh, que os homens eram sábios e colocariam essas coisas no coração! Oh, que eles não brincariam, brincassem, se demorariam, viveriam meio cristão e meio, significando bem, mas nunca agindo com ousadia, e finalmente acordados quando for tarde demais!

(3) Decida em terceiro lugar que, se você estiver disposto a ser um dos trigo da terra, o Senhor Jesus Cristo estará disposto a recebê-lo.

Alguém supõe que Jesus não está disposto a ver Seu tesouro cheio? Você acha que Ele não deseja trazer muitos filhos para a glória? Oh, mas você pouco sabe a profundidade de Sua misericórdia e compaixão, se você pode pensar em um pensamento assim! Ele chorou por Jerusalém incrédula. Ele lamenta os impenitentes e os impensados ​​nos dias atuais. Ele envia convites pela minha boca a esta hora. Ele convida você a ouvir e viver, a abandonar o caminho dos tolos e a seguir os caminhos da compreensão. "Enquanto eu vivo", diz ele, "não tenho prazer na morte daquele que morre. Volte, volte: por que você morrerá?" (Ezequiel 18. 32.)

Oh, se você nunca veio a Cristo para a vida antes, venha a Ele hoje mesmo! Venha a Ele com a oração do penitente por misericórdia e graça. Venha a Ele sem demora. Venha a Ele enquanto o assunto deste artigo ainda estiver fresco em sua mente. Venha a Ele antes que outro sol nasça na terra e deixe a manhã encontrar uma nova criatura para você.

Se você está determinado a ter o mundo e as coisas do mundo - seus prazeres e suas recompensas - suas loucuras e seus pecados; - se você deve seguir seu próprio caminho e não pode desistir de nada por Cristo e sua alma; - se esse for o seu caso, só há um fim diante de você. Eu te aviso bastante - digo claramente: - Você mais cedo ou mais tarde chegará ao fogo inextinguível.

Mas se alguém está disposto a ser salvo, o Senhor Jesus Cristo está pronto para salvá-lo. "Vinde a mim", diz ele, "alma cansada, e eu te darei descanso. Venha, alma culpada e pecadora, e eu te darei perdão gratuito. Venha, alma perdida e arruinada, e eu darei a vida eterna. " (Mateus 11. 28.)

Que essa passagem seja uma palavra na estação. Levante-se e invoque o Senhor. Que os anjos de Deus se regozijem por mais uma alma salva. Que as cortes do céu ouçam as boas novas de que mais uma ovelha perdida é encontrada.

(4) Decida em última análise que, se você entregou sua alma a Cristo, Cristo nunca permitirá que essa alma pereça.

Os braços eternos estão à sua volta. Apoie-se neles e conheça sua segurança. A mesma mão que foi pregada na cruz está segurando você. A mesma sabedoria que emoldurou os céus e a terra está empenhada em manter sua causa. O mesmo poder que redimiu as doze tribos da casa da servidão está do seu lado. O mesmo amor que levou e transportou Israel do Egito para Canaã está comprometido em mantê-lo. Sim! são bem conservados a quem Cristo guarda! Nossa fé pode repousar calmamente em uma cama como a onipotência de Cristo.

Tome conforto, duvidando do crente. Por que você está abatido? O amor de Jesus não é fonte de verão: nenhum homem jamais viu seu fundo. A compaixão de Jesus é um fogo que nunca se queimou ainda: as cinzas frias e cinzentas desse fogo nunca foram vistas. Reconforte-se. Em seu próprio coração, você pode encontrar poucas razões para se alegrar. Mas você sempre pode se alegrar no Senhor.

Você diz que sua fé é tão pequena. Mas onde se diz que ninguém será salvo, a não ser que sua fé seja grande? E afinal: "Quem te deu fé?" O próprio fato de você ter fé é um sinal para o bem.

Você diz que seus pecados são tantos. Mas onde está o pecado, ou o monte de pecados, que o sangue de Jesus não pode lavar? E afinal: "Quem te disse que você teve algum pecado?" Esse sentimento nunca veio de si mesmo. Bem-aventurado, de fato, é o filho da mãe que realmente sabe e sente que é pecador.

Se conforta, digo mais uma vez, se você realmente veio a Cristo. Tome conforto e conheça seus privilégios. Lance todo cuidado em Jesus. Diga todos os desejos a Jesus. Lança todo fardo sobre Jesus: pecados, descrença, dúvidas, medos, ansiedades, todos eles depositam em Cristo. Ele adora ver você fazendo isso. Ele gosta de ser empregado como seu Sumo Sacerdote. Ele gosta de ser confiável. Ele adora ver Seu povo cessando do vão esforço de carregar seus fardos para si.


Recomendo essas coisas ao aviso de todos em cujas mãos este volume possa cair. Somente esteja entre o "trigo" de Cristo agora, e então, no grande dia da separação, com a certeza de que a Bíblia é verdadeira, você estará no "tesouro" de Cristo no futuro.

~

J. C. Ryle

Practical Religion (1879). Disponível em Gutenberg.



Notas:
[1] Porfírio de Tiro (234-304/309) foi um filósofo neoplatônico conhecido por sua biografia de Plotino e seu papel na edição da obra Enéadas. Porfírio ajudou a popularizar e difundir o neoplatonismo em todo o Império Romano; seu comentário sobre a obra Categorias de Aristóteles, o Isagoge foi traduzido para o latim por Boécio e exerceu grande influência na lógica e na discussão sobre o problema dos universais.

Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: