ad

Carta de Barnabé - III

Os jejuns dos judeus não são verdadeiros jejuns, nem aceitáveis ​​a Deus.

Ele, então, tornou a dizer-lhes a respeito dessas coisas: “Por que jejuam a Mim como neste dia, diz o Senhor, para que sua voz seja ouvida com um clamor? Não escolhi este jejum, diz o Senhor, que o homem deve humilhar sua alma. Nem, ainda que dobrem o pescoço como um anel e ponham sobre si sacos e cinzas, vocês o chamarão de um jejum aceitável” [1]. Para nós, Ele diz: “Eis que este é o jejum que escolhi, diz o Senhor, não para que o homem humilhe a sua alma, mas para que desfaça toda a banda da iniquidade, desamarre os laços de acordos severos, restaure a liberdade os que estão feridos, rasgue em pedaços todos os compromissos injustos, alimente o faminto com o seu pão, vistam o nu quando o vir, traga o sem-teto para a tua casa, não despreze o humilde se o contemplar, e não (se afasta) dos membros de sua própria família. Então romperá a sua alvorada, e rapidamente brotará a sua cura, e a justiça irá adiante de você, e a glória de Deus lhe envolverá; e então clamará, e Deus lhe ouvirá; enquanto você ainda fala, Ele dirá: Eis que estou contigo; se tirar de você a corrente (amarrar os outros), e o estender das mãos [2] (jurar falsamente), e palavras de murmuração, e der alegremente o seu pão ao faminto, e mostrar compaixão à alma que foi humilhado” [3]. Para este fim, portanto, irmãos, Ele é longânimo, prevendo como o povo que Ele preparou crerá com sinceridade em Seu Amado. Pois Ele nos revelou todas essas coisas de antemão, para que não nos precipitássemos como aceitadores precipitados de suas leis [4].

~

Barnabé

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Isaías 58. 4, 5.

[2] O original aqui é χειροτονίαν, da Septuaginta. Hefele observa, que pode se referir ao estender as mãos, seja para jurar falsamente, ou para zombar e insultar o próximo.

[3] Isaías 58. 6–10.

[4] O grego aqui é ininteligível: o latim diz, “para que não nos precipitemos, como se fossem prosélitos da sua lei”. 


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: