ad

A Primeira Epístola de Clemente aos Coríntios - VIII

Capítulo VIII - Ainda a respeito do arrependimento.

Os ministros da graça de Deus têm, pelo Espírito Santo, falado de arrependimento; e o próprio Senhor de todas as coisas declarou com juramento a respeito: “Vivo, diz o Senhor, não desejo a morte do pecador, mas antes o seu arrependimento” (Ezequiel 33. 11); acrescentando, além disso, este declaração graciosa: "Arrependei-vos, ó casa de Israel, da vossa iniquidade (Ezequiel 18. 30). Dize aos filhos do Meu povo: Ainda que os vossos pecados alcancem da terra ao céu, e sejam mais vermelhos [1] do que o escarlate, mais preto do que saco, contudo, se voltares para Mim de todo o coração e disseres: Pai! Eu te ouvirei, como a um povo santo” [2]. E em outro lugar Ele fala assim: “Lava-te e torna-te limpo; tire a maldade de suas almas de diante de meus olhos; pare de seus maus caminhos e aprenda a fazer o bem; busque julgamento, liberte os oprimidos, julgue os órfãos e veja que a justiça seja feita à viúva; e venha, e vamos raciocinar juntos. Ele declara: Embora seus pecados sejam como o carmesim, eu os tornarei brancos como a neve; embora sejam como o escarlate, eu os embranquecerei como a lã. E se quiserdes e me obedecerdes, comereis o bem da terra; mas se recusardes e não me ouvirdes, a espada vos devorará, porque a boca do Senhor disse essas coisas” (Isaías 1. 16–20). Desejando, portanto, que todos os Seus amados sejam participantes do arrependimento, Ele, por Sua vontade onipotente, estabeleceu [essas declarações].


~


Clemente de Roma

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Comparar com Isaías 1. 18. 

[2] Essas palavras não são encontradas nas Escrituras, embora sejam citadas novamente por Clemente de Alexandria (Pedagogo, I. 10) a partir de Ezequiel.


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: