ad

A Primeira Epístola de Clemente aos Coríntios - VII

Capítulo VII - Uma exortação ao arrependimento.

Estas coisas, amados, nós escrevemos a vocês, não apenas para adverti-los de seu dever, mas também para nos lembrarmos. Pois estamos lutando na mesma arena, e o mesmo conflito é atribuído a nós dois. Portanto, abandonemos os cuidados vãos e infrutíferos e nos aproximemos da gloriosa e venerável regra de nossa sagrada vocação. Prestemos atenção ao que é bom, agradável e aceitável aos olhos d'Aquele que nos formou. Olhemos com firmeza para o sangue de Cristo e vejamos quão precioso é esse sangue para Deus [1], o qual, tendo sido derramado para nossa salvação, colocou a graça do arrependimento diante de todo o mundo. Voltemos a cada era que já passou e aprendamos que, de geração em geração, o Senhor concedeu um lugar de arrependimento a todos os que se converteriam a Ele. Noé pregou arrependimento, e todos os que o ouviram foram salvos (Gênesis 7; 1 Pedro 3. 20; 2 Pedro 2. 5). Jonas proclamou destruição aos ninivitas (Jonas 3); mas eles, arrependendo-se de seus pecados, propiciaram a Deus por meio da oração e obtiveram a salvação, embora fossem alheios [ao pacto] de Deus.


~


Clemente de Roma

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Alguns inserem “Pai”.


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: