ad

Carta de Barnabé - VIII

A novilha vermelha é um tipo de Cristo.

Agora, o que vocês acham que isso é um tipo de que uma ordem foi dada a Israel, que homens da maior perversidade [1] deveriam oferecer uma novilha, e matá-la e queimá-la, e que então os meninos deveriam levar as cinzas, e colocá-los em vasos, e amarrar, em volta de uma vara [2], lã roxa com hissopo, e que assim os meninos devem aspergir o povo, um a um, a fim de que possam ser purificados de seus pecados? Considere como Ele fala a vocês com simplicidade. A novilha [3] é Jesus: os pecadores que o oferecem são aqueles que o conduziram ao matadouro. Mas agora os homens não são mais culpados, não são mais considerados pecadores [4]. E os meninos que borrifam são aquelas que nos proclamaram a remissão dos pecados e a purificação do coração. A estes deu autoridade para pregar o Evangelho, sendo doze em número, correspondendo às doze tribos [5] de Israel. Mas por que há três meninos que borrifam? Para corresponder [6] a Abraão, Isaque e Jacó, porque eles eram grandes com Deus. E por que a lã foi (colocada) sobre a madeira? Porque Jesus mantém o Seu reino na madeira, para que (através da cruz) aqueles que creem nele vivam para sempre. Mas por que o hissopo se juntou à lã? Porque em Seu reino os dias serão maus e poluídos nos quais seremos salvos, (e) porque aquele que sofre no corpo é curado pela eficácia purificadora [7] do hissopo. E por causa disso, as coisas que assim subsistem são claras para nós, mas obscuras para eles, porque não ouviram a voz do Senhor.

~

Barnabé

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Literalmente, “homens em quem os pecados são perfeitos”. Disto, e muito mais que se segue, nenhuma menção é feita nas Escrituras.

[2] Cod. Sin. tem “sobre gravetos”, e acrescenta: “Eis novamente o tipo da cruz, tanto a lã escarlate quanto o hissopo”, - adotado por Hilgenfeld.

[3] Cod. Sin. tem, “a lei é Cristo Jesus”, corrigida ao acima.

[4] O texto grego é, “então não mais homens (pecadores), não mais a glória dos pecadores”, que Dressel defende e Hilgenfeld adota, mas que é certamente corrupto.

[5] Literalmente, “em testemunho das tribos”.

[6] “Em testemunho de”.

[7] Assim, o sentido parece exigir, e assim Dressel traduz, embora seja difícil extrair tal significado do texto grego. 


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: