ad

A Primeira Epístola de Clemente aos Coríntios - XV

Devemos aderir àqueles que cultivam a paz, não àqueles que apenas fingem fazê-la.

Apeguemo-nos, portanto, àqueles que cultivam a paz com piedade, e não àqueles que hipocritamente professam desejá-la. Pois [a Escritura] diz em certo lugar: “Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Isaías 29. 13; Mateus 15. 8; Marcos 7. 6). E ainda: “Bendizem com a boca, mas amaldiçoam com o coração” (Salmo 62. 4). E novamente diz: “Eles O amaram com a boca e mentiram para Ele com a língua; mas o coração deles não era constante para com ele, nem foram eles fiéis ao seu pacto” (Salmo 78. 36, 37). “Silenciem os lábios enganosos” (Salmo 31. 18), (e “destrua o Senhor todos os lábios mentirosos” [1]), e a língua arrogante daqueles que dizem: Magnifiquemos a nossa língua; nossos lábios são nossos; quem é o senhor sobre nós? Por causa da opressão dos pobres e dos gemidos dos necessitados me levantarei agora, diz o Senhor: Eu o colocarei em segurança; Eu tratarei com ele com confiança” (Salmo 12. 3-5).

~


Clemente de Roma

Pais Ante-Nicenos I - Os Padres Apostólicos


Notas:

[1] Essas palavras entre parênteses não são encontradas nos manuscritos, mas foram inseridas da Septuaginta pela maioria dos editores.


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: