ad

Carta de Policarpo aos Filipenses - V

Os deveres dos diáconos, jovens e virgens.

Sabendo, então, que de “Deus não se zomba” [1], devemos andar dignos de Seu mandamento e glória. Da mesma maneira, os diáconos devem ser irrepreensíveis diante de Sua justiça, como servos de Deus e de Cristo [2], e não dos homens. Não devem ser caluniadores, faladores [3] ou amantes do dinheiro, mas moderados em todas as coisas, compassivos, trabalhadores, andando segundo a verdade do Senhor, que foi servo [4] de todos. Se o agradarmos neste mundo presente, receberemos também o mundo futuro, conforme Ele nos prometeu que nos ressuscitará dos mortos, e que se vivermos [5] dignamente como Ele, “nós também devemos reinar junto com Ele” [6], se apenas nós crermos. Da mesma maneira, que os rapazes também sejam irrepreensíveis em todas as coisas, sendo especialmente cuidadosos em preservar a pureza e protegendo-se, como com freio, de todo tipo de mal. Pois é bom que eles sejam afastados das [7] concupiscências que há no mundo, visto que “toda concupiscência luta contra o espírito” [8]; e “nem fornicadores, nem afeminados, nem os sodomitas herdarão o reino de Deus” [9], nem aqueles que fazem coisas incoerentes e impróprias. Portanto, é necessário abster-se de todas essas coisas, estando sujeito aos presbíteros e diáconos, como a Deus e a Cristo. As virgens também devem andar com uma consciência pura e sem culpa.

~

Philip Schaff

Pais Ante-Nicenos I - Os Padres Apostólicos


Notas:

[1] Gálatas 6. 7. 

[2] Alguns leem, “Deus em Cristo”. 

[3] Comparar com 1 Timóteo 3. 8. 

[4] Comparar com Mateus 20. 28. 

[5] Πολιτευσώμεθα, referindo-se a toda a conduta; comparar com Filipenses 1. 27. 

[6] 2 Timóteo 2. 12. 

[7] Alguns leem, ἀνακύπτεσθαι, “emergidos das” [No caso, Chevallier, mas não Wake nem Jacobson. Veja a nota deste último, ad loc.]. 

[8] 1 Pedro 2. 11. 

[9] 1 Coríntios 6. 9, 10.


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: