ad

Fragmentos de Pápias - V

V [1].

Como dizem os presbíteros, então [2] aqueles que são considerados dignos de uma morada no céu irão para lá, outros desfrutarão das delícias do Paraíso e outros possuirão o esplendor da cidade [3]; pois em toda parte o Salvador será visto, conforme sejam dignos os que O veem. Mas que haja esta distinção entre a habitação dos que produzem cem vezes, e a dos que produzem sessenta vezes, e aquela dos que produzem trinta vezes; pois o primeiro será elevado aos céus, a segunda classe habitará no Paraíso e os últimos habitarão na cidade; e que por isso o Senhor disse: “Na casa de meu Pai há muitas moradas” [4]: ​​porque todas as coisas pertencem a Deus, que dá a todos uma morada adequada, como diz a Sua palavra, que é dada uma parte a todos pelo Pai [5], conforme cada um é ou será digno. E este é o sofá [6] em que reclinarão os que festejarem, sendo convidados para o casamento. Os presbíteros, os discípulos dos apóstolos, dizem que esta é a gradação e a disposição daqueles que são salvos, e que eles avançam por meio de etapas dessa natureza; e que, além disso, eles sobem pelo Espírito ao Filho, e pelo Filho ao Pai; e que no devido tempo o Filho entregará Sua obra ao Pai, assim como é dito pelo apóstolo: “Pois é necessário que ele reine até que coloque todos os inimigos debaixo de seus pés. O último inimigo a ser destruído é a morte” [7]. Pois nos tempos do reino o homem justo que está na terra se esquecerá de morrer. “Mas quando Ele diz que todas as coisas estão sujeitas a Ele, é manifesto que se exclui aquele que todas as coisas Lhe estão submetidas. E, quando todas as coisas Lhe estiverem sujeitas, então também o próprio Filho se sujeitará Àquele que todas as coisas Lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos” [8].


~

Pápias de Hierápolis

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Este fragmento é encontrado em Irineu, Adv. Haer., V, 36; mas é uma mera suposição que a palavra dos presbíteros é tirada da obra de Papias.

[2] No estado futuro.

[3] A nova Jerusalém na terra.

[4] João 14. 2.

[5] Os comentaristas supõem que a referência aqui é a Mateus 20. 23.

[6] Mateus 22. 10.

[7] 1 Coríntios 15. 25, 26.

[8] 1 Coríntios 15. 27, 28. 


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: