1 Coríntios 7

1. Agora, sobre as coisas de que me escreveram: É bom que um homem não toque em uma mulher.

2. No entanto, para evitar a fornicação, que todo homem tenha sua própria esposa e que toda mulher tenha seu próprio marido.

3. Que o marido dê à esposa a devida benevolência; e também a esposa ao marido.

4. A esposa não tem poder do seu próprio corpo, mas o marido; e também o marido não tem poder do seu próprio corpo, mas a esposa.

5. Não evitem um ao outro, a não ser com consentimento por um tempo, para que se dediquem ao jejum e à oração; e se reúnam novamente, para que Satanás não tente vocês por sua incontinência.

6. Mas eu falo isso como permissão, e não como mandamento.

7. Pois gostaria que todos os homens fossem como eu. No entanto, cada um tem seu próprio dom de Deus, um de uma forma e outro de outra.

8. Digo, portanto, aos solteiros e às viúvas: É bom para eles se permanecerem como eu.

9. Mas se não puderem conter, casem-se: pois é melhor casar do que queimar de desejo.

10. E aos casados ​​eu mando, mas não eu, e sim o Senhor, que a esposa não se separe do marido;

11. Mas, e se ela partir, permaneça solteira ou reconcilie-se com o marido; e que o marido não deixe sua esposa.

12. Mas, aos demais, falo eu, não o Senhor: se algum irmão tem uma esposa incrédula e ela se contenta em morar com ele, não a deixe.

13. E a mulher que tem um marido incrédulo, e se ele quiser morar com ela, não o deixe.

14. Porque o marido incrédulo é santificado pela esposa, e a esposa incrédula é santificada pelo marido; caso contrário, seus filhos seriam impuros; mas agora eles são santos.

15. No entanto, se o incrédulo partir, que ele se afaste: o irmão ou a irmã não está sob servidão em tais casos; mas Deus nos chamou para a paz.

16. Pois como sabe, ó esposa, se salvará o teu marido? Ou como sabe, ó marido, se salvará a tua esposa?

17. Mas, como Deus distribuiu a cada um e como o Senhor chamou cada um, então ande. E desta forma eu ordeno em todas as igrejas.

18. Alguém foi chamado estando circuncidado? Que ele não se torne incircunciso. Alguém foi chamado na incircuncisão? Que ele não seja circuncidado.

19. A circuncisão não é nada e a incircuncisão não é nada, mas guardar os mandamentos de Deus é o que importa.

20. Que cada homem permaneça na vocação em que foi chamado.

21. Você foi chamado sendo servo? Não se preocupe com isso: mas se você puder se libertar, o faça.

22. Pois aquele que é chamado no Senhor, como servo, é homem livre do Senhor; da mesma forma também aquele que é chamado, sendo livre, é servo de Cristo.

23. Vocês são comprados por um preço; não sejam servos dos homens.

24. Irmãos, que cada um permaneça com Deus naquele estado em que foi chamado.

25. Ora, quanto às virgens, não tenho mandamento do Senhor; contudo, dou o meu julgamento, como alguém que obteve misericórdia do Senhor para ser fiel.

26. Penso, portanto, que isso é bom em razão da angústia atual, a saber, que é bom que um homem seja como ele é.

27. Você está ligado a uma esposa? Procure não se separar. Você está desligado de uma esposa? Não procure uma esposa.

28. Mas e se você se casar, não peca por isso; e se uma virgem se casa, ela não pecou por causa disso. No entanto, tais terão problemas na carne, e eu gostaria de os poupar.

29. Mas digo isto, irmãos, o tempo é curto: resta que ambos os que têm esposas sejam como se não tivessem;

30. E os que choram, como se não chorassem; e os que se alegram, como se não se alegrassem; e os que compram, como se não possuíssem;

31. E os que usam este mundo, como se não o usassem: porque a forma deste mundo se esvai.

32. Mas eu gostaria que vocês estivessem livres de preocupações. Aquele que é solteiro é cuidadoso com as coisas do Senhor, ele agrada ao Senhor:

33. Mas aquele que é casado cuida das coisas do mundo, e agrada a sua esposa.

34. Também há diferença entre esposa e virgem. A mulher solteira cuida das coisas do Senhor, para que seja santa, tanto no corpo como no espírito; mas a que é casada cuida das coisas do mundo, e agrada ao marido.

35. E isto eu falo para seu próprio lucro; não para que eu possa lançar uma armadilha sobre você, mas pelo que é apropriado, e que você possa servir ao Senhor sem distração.

36. Mas se alguém pensa que se comporta de maneira inadequada em relação a sua virgem, se ela já passou da flor de sua idade e, se necessário, exige, faça o que quiser; ele não peca; deixe que se casem.

37. No entanto, aquele que permanece firme em seu coração, sem necessidade, mas tem poder sobre sua própria vontade, e então decretou em seu coração que ele manterá sua virgindade, se sairá bem.

38. Então, o que se dá em casamento faz bem; mas quem não se casa se sai melhor.

39. A esposa está sujeita à lei enquanto o marido viver; mas se seu marido estiver morto, ela terá a liberdade de se casar com quem quiser; somente no Senhor.

40. Mas ela fica mais feliz se permanecer como está, de acordo com meu julgamento; e penso também que tenho o Espírito de Deus.