CREDO NICENO


CREDO NICENO


Cremos em um só Deus, Pai Todo-poderoso, Criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis.

Cremos em um só Senhor Jesus Cristo, o único Filho de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos, Deus de Deus, luz de luz, verdadeiro Deus de verdadeiro Deus; gerado, não criado, de igual substância do Pai; por Ele, todas as coisas foram feitas. Por nós, homens, e por nossa salvação, Ele desceu do céu e se fez carne, pelo Espírito Santo, da virgem Maria, e se tornou homem. Também por nós, foi crucificado sob Pôncio Pilatos, padeceu e foi sepultado. Ressurgiu no terceiro dia, conforme as Escrituras. Subiu ao céu, está sentado à direita do Pai e de novo há de vir, com glória, para julgar os vivos e os mortos, e seu reino não terá fim.

Cremos no Espírito Santo, Senhor e Vivificador, que procede do Pai e do Filho, e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado; que falou através dos profetas. E numa só igreja, santa, universal e apostólica. Confessamos um só batismo para remissão dos pecados. Esperamos a ressurreição dos mortos e a vida do século vindouro. Amém.




~


O Credo Niceno (em grego : Σύμβολον τῆς Νικαίας ou, τῆς πίστεως , em latim : Symbolum Nicaenum ) é uma declaração de crença amplamente usada na liturgia cristã . Ele é chamado Niceno / n aɪ s i n / porque ele foi originalmente adotada na cidade de Nicéia (atual İznik , Turquia) pelo Primeiro Concílio de Nicéia , em 325. Em 381, foi alterada a Primeira Conselho de Constantinopla e a forma alterada é referida como o Credo Niceno ou Niceno-Constantinopolitano .
As igrejas ortodoxas e assírias orientais usam essa profissão de fé com os verbos no plural original ("acreditamos"), mas as igrejas ortodoxas e católicas orientais convertem esses verbos ao singular ("eu acredito"). As denominações anglicanas e muitas protestantes geralmente usam a forma singular, mas às vezes usam o plural.
O Credo dos Apóstolos também é usado no Ocidente latino , mas não nas liturgias orientais. Aos domingos e solenidades , um ou outro desses dois credos é recitado na missa do Rito Romano depois da homilia . O Credo Niceno é também parte da profissão de fé exigida daqueles que desempenham funções importantes dentro da Igreja Católica.
No Rito Bizantino , o Credo Niceno é cantado ou recitado na Divina Liturgia , imediatamente anterior à Anáfora (Oração Eucarística), e também é recitado diariamente nas Completas (orações).




Texto litúrgico grego


Ιστεύω εἰς ἕνα Θεόν, Πατέρα, Παντοκράτορα, ποιητὴν οὐρανοῦ καὶ γῆς, ὁρατῶν τε πάντων καὶ ἀοράτων.

Καὶ εἰς ἕνα Κύριον Ἰησοῦν Χριστόν, τὸν Υἱὸν τοῦ Θεοῦ τὸν μονογενῆ, τὸν ἐκ τοῦ Πατρὸς γεννηθέντα πρὸ πάντων τῶν αἰώνων ·

ἐς ἐκ φωτός, Θεὸν ἀληθινὸν ἐκ Θεοῦ ἀληθινοῦ, εννηθέντα οὐ ποιηθέντα, ὁμοούσιον τῷ Πατρί, δι 'οὗ τά πάντα ἐγένετο.

Ν δι 'ἡμᾶς τοὺς ἀνθρώπους καὶ διὰ τὴν ἡμετέραν σωτηρίαν κατελθόντα ἐκ τῶν οὐρανῶν καὶ σαρκωθέντα

Πκ Πνεύματος Ἁγίου καὶ Μαρίας τῆς Παρθένου καὶ ἐνανθρωπήσαντα.

Σταυρωθέντα τε ὑπὲρ ἡμῶν ἐπὶ Ποντίου Πιλάτου, καὶ παθόντα καὶ ταφέντα.

Καὶ ἀναστάντα τῇ τρίτῃ ἡμέρᾳ κατὰ τὰς Γραφάς.

Καὶ ἀνελθόντα εἰς τοὺς οὐρανοὺς καὶ καθεζόμενον ἐκ δεξιῶν τοῦ Πατρός.

Καὶ πάλιν ἐρχόμενον μετὰ δόξης κρῖναι ζῶντας καὶ νεκρούς, οὗ τῆς βασιλείας οὐκ ἔσται τέλος.

ῚΚὶ εἰς τὸ Πνεῦμα τὸ Ἅγιον, τὸ κύριον, τὸ ζῳοποιόν,

τὸ ἐκ τοῦ Πατρὸς ἐκπορευόμενον,

τὸ σὺν Πατρὶ καὶ Υἱῷ συμπροσκυνούκενον καὶ συνδοξαζόμενον,

τὸ λαλῆσαν διὰ τῶν προφητῶν.

Σ μίαν, Ἁγίαν, Καθολικὴν καὶ Ἀποστολικὴν Ἐκκλησίαν.

Ὁμολογῶ ἓν βάπτισμα εἰς ἄφεσιν ἁμαρτιῶν.

Προσδοκῶ ἀνάστασιν νεκρῶν.

Καὶ ζωὴν τοῦ μέλλοντος αἰῶνος.

Ήμήν. 

Versão litúrgica latina



Credo in unum Deum,

Patrem omnipoténtem,

Factórem cæli et terræ,

Visibílium ómnio e invisibílio.

Et in unum Dóminum Iesum Christum,

Fílium Dei Unigénitum,

Et ex Patre natum ante ómnia sǽcula.

Deum de Deo, luz de lúmina, Deum verum de Deo vero,

Génitum, non factum, consubstantiálem Patri:

Per quem ómnia facta sunt.

Qui propter nos hómines et propter nostram salútem

Descéndit de cælis.

Et incarnátus est de Spíritu Sancto

Ex María Vírgine, e homo factus est.

Crucifíxus étiam pro nobis sub Póntio Piláto;

Passus, et sepúltus est,

Et resurréxit tertia die, secúndum Scriptúras,

E ascendeu em cælum, sedet ad déxteram Patris.

Et íterum ventúrus est cum gloria,

Iudicáre vivos et mórtuos,

Cuius regni non erit finis.

Et in Spíritum Sanctum, Dóminum et vivificántem:

Qui ex Patre Filióque procédit.

Qui cum Patre e Fílio simul adorátur et conglorificátur:

Qui locútus est por prophétas.

Et unam, sanctam, católicam et apostólicam Ecclésiam.

Confíteor unum baptísma in remissiónem peccatórum.

Et expécto ressurrectiónem mortuórum,

Et vitam ventúri sǽculi. Um homem.
Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: