Devocional #4

 


Leitura diária:


Palavra:

Claro, brilhando depois da chuva.

O domínio de Cristo como Rei, de acordo com a descrição de Davi, é como "Límpido brilho depois da chuva", por meio do qual a tenra grama brota da terra. Então, temos visto isso com frequência. Depois de uma forte chuva, ou depois de uma estação chuvosa contínua, quando o sol brilha, há uma clareza e um frescor delicioso no ar que raramente percebemos em outras ocasiões. Talvez o tempo mais claro seja justamente quando a chuva cessa, quando o vento leva embora as nuvens e o sol espreita de seus aposentos para alegrar a terra com seus sorrisos. E assim é com o coração exercitado do cristão. A tristeza não dura para sempre. Após a chuva torrencial da adversidade, vem sempre e sem demora o brilho claro. Crente experimentado, considere isto. Depois de todas as suas aflições, resta um descanso para o povo de Deus. Há um brilho claro vindo para a sua alma quando toda esta chuva tiver passado. Quando o seu tempo de repreensão terminar e se for, será para você como a terra quando a tempestade soluçar para dormir, quando as nuvens se reduzirem a farrapos e o sol aparecer mais uma vez como um noivo em sua gloriosa vestimenta . Para este fim, a tristeza coopera com a bem-aventurança que a segue, como a chuva e o sol, para produzir a lâmina terna. A tribulação e o consolo trabalham juntos para o nosso bem. "Assim como os sofrimentos de Cristo abundam em nós, assim também a nossa consolação abundam em Cristo". O brilho do céu depois da chuva produz uma atmosfera que refresca as ervas e os cereais: e a alegria do Senhor, depois dos tempos de tristeza, torna a alma fecunda. Assim, crescemos na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Charles Spurgeon

Oração:

E agora, imploramos a Ti, Senhor Jesus, que a quem Tu concedeste doces rascunhos das palavras de Teu conhecimento, Tu também, de Tua bondade, conceda que possamos, no devido tempo, vir a Ti, a fonte de toda sabedoria , e esteja sempre diante de Tua face; por amor de ti. Amém.

Beda – Século VIII.

~
Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: