ad

Carta de Barnabé - IX

O significado espiritual da circuncisão.

Ele fala mais sobre nossos ouvidos, como Ele circuncidou a ambos e nosso coração. O Senhor disse no profeta: “E ouvindo os ouvidos me obedeceram” [1]. E novamente Ele diz: “Ao ouvir, ouvirão os que estão longe; eles saberão o que eu fiz” [2]. E, “Sejam circuncidados de coração, diz o Senhor” [3]. E novamente Ele diz: “Ouve, ó Israel, estas coisas diz o Senhor seu Deus” [4]. E mais uma vez o Espírito do Senhor proclama: “Quem é aquele que deseja viver para sempre? Ao ouvir, ouça a voz do meu servo” [5]. E novamente Ele diz: “Ouve, ó céu, e dá ouvidos, ó terra, porque Deus [6] falou” [7]. Estas são uma prova [8]. E novamente Ele diz: “Ouvi a palavra do Senhor, governantes deste povo” [9]. E novamente Ele diz: “Ouçam, filhos, a voz do que clama no deserto” [10]. Portanto, Ele circuncidou os nossos ouvidos, para que pudéssemos ouvir a Sua palavra e crer, pois a circuncisão em que confiavam foi abolida [11]. Pois Ele declarou que a circuncisão não era da carne, mas eles transgrediram porque um anjo mau os enganou [12]. Ele disse-lhes: “Estas coisas diz o Senhor seu Deus” - (aqui [13] encontro um novo [14] mandamento) - “Não semeiem entre os espinhos, mas circuncidem-se para o Senhor” [15]. E por que Ele fala assim: “Circuncide a teimosia do seu coração, e não endureça o seu pescoço?” [16]. E ainda: “Eis, diz o Senhor, todas as nações são incircuncisas [17] na carne, mas este povo é incircunciso de coração” [18]. Mas você dirá: “Sim, na verdade o povo é circuncidado como um selo”. Mas o mesmo acontece com todos os sírios e árabes, e com todos os sacerdotes dos ídolos: eles também estão sob o vínculo de seu pacto? [19] Sim, os egípcios também praticam a circuncisão. Aprendam então, meus filhos, sobre todas as coisas ricamente [20], que Abraão, o primeiro que ordenou a circuncisão, esperando em espírito a Jesus, praticou esse rito, tendo recebido os mistérios [21] das três cartas. Pois (a Escritura) diz: “E Abraão circuncidou trezentos e dezoito homens de sua casa” [22]. Qual, então, foi o conhecimento dado a ele nisso? Aprenda primeiro os dezoito e depois os trezentos [23]. O dez e o oito são assim denotados — Dez por Ι e Oito por Η. [24] Tem-se (as iniciais de, nome de) Jesus. E porque [25] a cruz era para expressar a graça (de nossa redenção) pela letra Τ, ele diz também, “Trezentos”. Ele significa, portanto, Jesus por duas letras e a cruz por uma. Ele sabe disso, que colocou dentro de nós o dom [26] enxertado de Sua doutrina. Ninguém foi admitido por mim com um conhecimento mais excelente [27] do que este, mas eu sei que são dignos.

~

Barnabé

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Salmo 18. 44.

[2] Isaías 33. 13.

[3] Jeremias 4. 4.

[4] Jeremias 7. 2.

[5] Salmo 34. 11–13. A primeira cláusula desta frase está faltando em Cod. Sin.

[6] Cod. Sin. tem “Senhor”.

[7] Isaías 1. 2.

[8] Como prova do significado espiritual da circuncisão; mas Hilgenfeld junta as palavras à frase anterior.

[9] Isaías 1. 10.

[10] Cod. Sin. lê-se, “é a voz”, corrigida, porém, como acima.

[11] Cod. Sin. tem, “para que ouçamos a palavra, e não apenas creiamos”, um texto claramente corrompido.

[12] Cod. Sin, em primeira mão, os “matou”, mas é corrigido como acima.

[13] O significado aqui é muito obscuro, mas a tradução e pontuação acima parecem preferíveis a qualquer outra.

[14] Cod. Sin., Com vários outros manuscritos, deixa de fora “novo”.

[15] Jeremias 4. 3. Cod. Sin. tem “Deus” em vez de “Senhor”.

[16] Deuteronômio 10. 16.

[17] Este contraste parece ser marcado no original. Cod. Sin. tem, “Eis, receba de novo”.

[18] Jeremias 9. 25, 26.

[19] Dressel e Hilgenfeld lêem, "seu pacto", assim como Cod. Sin.; nós seguimos Hefele.

[20] Cod. Sin. tem “filhos do amor”, omitindo “ricamente”, e inserindo-o antes de “olhar para frente”.

[21] Literalmente, “doutrinas”.

[22] Não encontrado nas Escrituras: mas comparar com Gênesis 17. 26, 27, Gênesis 14. 14.

[23] Cod. Sin. insere, “e, em seguida, fazendo uma pausa”.

[24] Esta frase foi totalmente omitida por inadvertência em Cod. Sin.

[25] Alguns manuscritos aqui leem, “e mais”: o que está acima é a leitura em Cod. Sin., e também é o de Hefele.

[26] Traduzido em latim, “o dom mais profundo”, referindo-se, como o faz, à Gnose dos iniciados. A mesma palavra é usada no cap. 1

[27] Literalmente, “aprendeu de mim uma palavra mais pertinente (ou genuína)”, sendo uma vaidade ociosa por conta da engenhosidade na interpretação das Escrituras que acabou de exibir. 


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: