ad

Carta de Barnabé - XX

O caminho das trevas.

Mas o caminho das trevas [1] é tortuoso e cheio de maldições; pois é o caminho da morte eterna [2] com punição, em que caminho estão as coisas que destroem a alma, a saber, idolatria, excesso de confiança, a arrogância do poder, hipocrisia, coração ambíguo, adultério, assassinato, exploração, arrogância, transgressão [3], engano, malícia, auto-suficiência, envenenamento, magia, avareza [4], falta do temor de Deus. (Desta forma, também), são aqueles que atormentam os bons, aqueles que odeiam a verdade, aqueles que amam a mentira, aqueles que não conhecem a recompensa da justiça, aqueles que não se apegam ao que é bom, aqueles que não atendem com justiça julgamento para a viúva e o órfão, aqueles que não olham para o temor de Deus, (mas se inclinam) para a maldade, de quem a mansidão e a paciência estão longe; pessoas que amam a vaidade, buscam uma recompensa, não tenham piedade dos necessitados, não trabalhem em ajuda daquele que é vencido pelo trabalho; que tendem a falar mal, que não conhecem Aquele que os fez, que são assassinos de crianças, destruidores da obra de Deus; que rejeitam o necessitado, que oprimem os aflitos, que advogam os ricos, que são injustos juízes dos pobres e que são transgressores em todos os aspectos.

~

Barnabé

Pais Ante-Nicenos I - Os Pais Apostólicos


Notas:

[1] Literalmente, “do Sombrio”.

[2] Cod. Sin. junta “eterno” com caminho, em vez de morte.

[3] Cod. Sin. lê “transgressões”.

[4] Cod. Sin. omite “magia, avareza”. 


Share on Google Plus

Sobre Paulo Matheus

Esposo da Daniele, pai da Sophia, engenheiro, gremista e cristão. Seja bem vindo ao blog, comente e contribua!

0 Comentário: