1 Coríntios 11

1. Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.

2. Agora, irmãos, louvo a vocês por se lembrarem de mim em todas as coisas e manterem as ordenanças, como eu as entreguei a você.

3. Mas eu gostaria que vocês soubessem que a cabeça de todo homem é Cristo; e a cabeça da mulher é o homem; e a cabeça de Cristo é Deus.

4. Todo homem que ora ou profetiza, com a cabeça coberta, desonra sua cabeça.

5. Mas toda mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta desonra a sua cabeça; pois é como se ela a tivesse raspado.

6. Porque, se a mulher não for coberta, que também seja raspada; mas, se for vergonha para uma mulher ser tosada ou raspada, que seja coberta.

7. Pois, na verdade, um homem não deve cobrir a cabeça, pois é a imagem e a glória de Deus; mas a mulher é a glória do homem.

8. Pois o homem não é da mulher, mas a mulher do homem.

9. Nem o homem foi criado para a mulher; mas a mulher para o homem.

10. Por essa causa, a mulher deve ter um sinal de autoridade em sua cabeça, por causa dos anjos.

11. No entanto, nem o homem está sem a mulher, nem a mulher sem o homem; estão no Senhor.

12. Porque, como a mulher é do homem, também o homem é da mulher; mas todas as coisas de Deus.

13. Julguem em si mesmos: é gracioso que uma mulher ore a Deus descoberta?

14. Nem a própria natureza lhe ensina que, se um homem tem cabelos compridos, isso é uma desonra para ele?

15. Mas se uma mulher tem cabelos compridos, é uma glória para ela: porque seu cabelo é dado a ela como cobertura.

16. Mas se alguém parece contencioso, não temos esse costume, nem as igrejas de Deus.

17. Mas, ao lhe dar essa acusação, não te louvo por não se unirem para melhor, mas para pior.

18. Antes de tudo, quando vocês se reúnem na igreja, ouço que há divisões entre vocês; e eu parcialmente acredito nisso.

19. Pois também deve haver heresias entre vocês, para que os que são aprovados possam se manifestar entre vocês.

20. Quando, portanto, vocês se reúnem, não é possível comer a ceia do Senhor:

21. Porque, ao comer cada um, toma antes do outro a sua própria ceia; e um está com fome e outro está bêbado.

22. O que então? Não tendes casas para comer e beber? Ou desprezais a igreja de Deus, e envergonhes os que não o têm? O que devo lhes dizer? Devo elogiá-los nisso? Eu não os louvo.

23. Porque recebi do Senhor o que também vos entreguei; que o Senhor Jesus, na mesma noite em que foi traído, tomou pão;

24. E, agradecendo, partiu-o e disse: Toma, come; este é o meu corpo, que foi partido por vocês; faça isso em memória de mim.

25. Da mesma forma, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; isto faz, todas as vezes que beberdes em memória de mim.

26. Pois, em todas as vezes que comeres este pão e beberes este cálice, proclama a morte do Senhor até que ele venha.

27. Portanto, todo aquele que comer deste pão e beber este cálice do Senhor, indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.

28. Mas, que cada homem se examine, e assim coma desse pão e beba daquele cálice.

29. Porque quem come e bebe indignamente, come e bebe condenação para si mesmo, sem discernir o corpo do Senhor.

30. Por essa causa, muitos são fracos e doentes entre vocês, e muitos dormem.

31. Pois, se nos julgamos, não devemos ser julgados.

32. Mas quando somos julgados, somos castigados pelo Senhor, para que não sejamos condenados com o mundo.

33. Portanto, meus irmãos, quando vocês se juntarem para comer, esperem um pelo outro.

34. Se alguém tem fome, coma em casa; que a sua união não seja para julgamento. E o resto colocarei em ordem sempre que eu os visitar.