1 Coríntios 4

1. Nos considerem os homens como ministros de Cristo, e mordomos dos mistérios de Deus.

2. Além disso, é necessário nos mordomos que cada um seja encontrado fiel.

3. Mas a mim é uma coisa muito pequena que eu seja julgado por vocês ou pelo julgamento do homem: sim, eu não julgo a mim mesmo.

4. Pois nada sei contra mim; contudo não sou justificado por este meio; mas quem me julga é o Senhor.

5. Portanto, nada julgue antes do tempo, até que o Senhor venha, trazendo luz as coisas ocultas das trevas e manifestando os conselhos dos corações; e então cada homem receberá seu louvor de Deus.

6. E estas coisas, irmãos, em uma figura eu transferi para mim e para Apolo por vossa causa; para que aprendais em nós a não pensar nos homens acima do que está escrito, para que nenhum de vocês seja pretensioso um para com o outro.

7. Pois quem te faz diferir de outro? E que tens que não recebeste? Agora, se você o recebeu, por que se exalta, como se não o tivesse recebido?

8. Já ficaste satisfeito, já ficaste rico, reinaste sem nós; sim, e eu gostaria que reinasse, para que também possamos reinar convosco.

9. Pois penso que Deus colocou nós, apóstolos, por último, como homens condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens.

10. Somos tolos por amor de Cristo, mas vós sábios em Cristo; somos fracos, mas sois fortes; tendes glória, mas temos desonra.

11. Até a presente hora, nós temos fome e sede, e estamos nus, e somos golpeados, e não temos um lugar certo para morar;

12. E labutamos, trabalhando com nossas próprias mãos: sendo insultados, abençoamos; sendo perseguidos, suportamos;

13. Sendo difamados, suplicamos: somos feitos como a imundície do mundo, rejeitados dentre todas as coisas, até agora.

14. Não escrevo estas coisas para envergonhá-los, mas como meus amados filhos, eu os aviso.

15. Porque, embora tenhas dez mil instrutores em Cristo, ainda não tendes muitos pais; porque em Cristo Jesus eu os gerei através do evangelho.

16. Portanto vos imploro: sede meus seguidores.

17. Por essa causa eu vos enviei Timóteo, que é meu filho amado e fiel no Senhor, que os levará à lembrança dos meus caminhos que estão em Cristo, como eu ensino em todos os lugares em todas as igrejas.

18. Agora alguns se encontram pretensiosos, como se eu não fosse até vocês.

19. Mas irei até vocês em breve, se o Senhor quiser; e sabereis, não a palavra daqueles que são pretensiosos, mas o poder.

20. Pois o reino de Deus não está em palavras, mas em poder.

21. O que quereis? Devo ir até vocês com uma vara, ou com amor e espírito de mansidão?