2 Coríntios 10

1. Ora, eu mesmo, Paulo, suplico a vocês pela mansidão e suavidade de Cristo, que na presença de vocês sou humilde, mas estando ausente de vocês, sou corajoso:

2. Rogo a vocês, porém, que não sejam ousados quando estou presente com aquela confiança, com a qual penso ser ousado contra alguns que pensam de nós como se andássemos segundo a carne.

3. Pois embora andemos na carne, não guerreamos segundo a carne:

4. Pois as armas da nossa guerra não são carnais, mas poderosas por meio de Deus para derrubar fortalezas,

5. Abatendo as imaginações e todo alto que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo;

6. E estando pronto para vingar toda desobediência, quando a sua obediência for cumprida.

7. Vocês veem as coisas de acordo com a aparência externa? Se alguém está convencido de que é de Cristo, considere novamente isso em si mesmo, que assim como ele é de Cristo, nós também somos de Cristo.

8. Pois, embora eu deva me gloriar um pouco mais de nossa autoridade, que o Senhor nos deu para edificação, e não para sua destruição, eu não ficarei com vergonha:

9. Para que não pareça que eu os esteja aterrorizando com cartas.

10. Pois suas cartas, dizem, são pesadas e poderosas; mas sua presença corporal é fraca e sua fala desprezível.

11. Que tais pensem assim, que, o que somos em palavras por cartas quando estamos ausentes, tal somos nós também de fato quando estamos presentes.

12. Pois não ousamos nos numerar ou comparar com alguns dos que se elogiam; mas eles próprios, medindo-se e comparando-se consigo próprios, não têm entendimento.

13. Mas não nos gloriaremos além de nossa medida, mas de acordo com a medida do âmbito que Deus nos determinou como medida, e que até vocês podem alcançar.

14. Pois não nos esforçamos além da nossa medida, como se nossa autoridade não se estendesse a vocês; porque também chegamos a vocês na pregação do evangelho de Cristo.

15. Não nos gloriando além de nossa medida, isto é, no trabalho de outros homens; mas tendo esperança de que, à medida que a fé de vocês aumenta, seremos grandemente ampliados por você em nosso âmbito,

16. Para pregar o evangelho nas regiões além de vocês, e não se vangloriar no âmbito de realização de outro homem.

17. Mas, quem se gloria, glorie-se no Senhor.

18. Porque não é aprovado aquele que se recomenda a si mesmo, mas sim aquele a quem o Senhor recomenda.