ad

2 Coríntios 6

1. Nós, então, como trabalhadores d'Ele, também imploramos a vocês que não recebam a graça de Deus em vão.

2. (Porque Ele diz: Eu te ouvi em um tempo aceito e no dia da salvação te socorri; eis que agora é o tempo aceito; eis que agora é o dia da salvação.)

3. Não ofendendo ninguém em nada, para que o ministério não seja culpado:

4. Mas em todas as coisas nos aprovando como ministros de Deus, com muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias,

5. Em açoites, em prisões, em tumultos, em trabalhos, em vigílias, em jejuns;

6. Pela pureza, pelo conhecimento, pela longanimidade, pela bondade, pelo Espírito Santo, pelo amor não fingido,

7. Pela palavra da verdade, pelo poder de Deus, pela armadura da justiça à direita e à esquerda,

8. Por honra e desonra, por má e boa fama: considerados enganadores, mas verdadeiros;

9. Considerados desconhecidos, mas bem conhecidos; considerados morrendo, e eis que vivemos; castigados, mas não estando mortos;

10. Tristes, mas sempre alegre; pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, mas possuindo todas as coisas.

11. Ó vocês, coríntios, a nossa boca está aberta para vocês, o nosso coração está aberto.

12. Não estão estreitados em nós, mas estão estreitados nas suas próprias entranhas.

13. Agora, por uma recompensa no mesmo (falo como a meus filhos), sejam também abertos.

14. Não se prendam a um jugo desigual com os incrédulos; pois, que sociedade tem a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão tem a luz com as trevas?

15. E que concórdia tem Cristo com Belial? Ou que parte tem aquele que crê com o infiel?

16. E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vocês são o templo do Deus vivo; como Deus disse: Neles habitarei e andarei neles; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.

17. Portanto saiam do meio deles e sejam separados, diz o Senhor, e não toquem em coisa impura; e eu vou te receber.

18. E serei um Pai para vocês e serão para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.