Citações de Livros

"..."


Algumas citações de livros que li:



  • C. S. Lewis

Cartas a uma senhora americana

"Estávamos falando de gatos e cachorros outro dia e resolvemos que ambos têm consciência, mas o cachorro, por ser humilde e sincero, sempre tem a consciência pesada, e o gato, por ser um fariseu, tem sempre a consciência leve."

"Concordo que é estranho o fato de alguém não gostar de gatos. Mas os próprios gatos são o pior exemplo nesse sentido. Raramente gostam um dos outros."

"Confesso que nosso velho gato alaranjado (...) não dá a mínima para mim, apenas para os outros. Ele acha que não estou à altura dele na escala social, e deixa isso muito claro. Nenhuma criatura nos desdenha de forma tão perturbadora quanto um gato!"

 "Outra coisa que me irrita é quando as pessoas dizem 'por que você deu dinheiro para aquele homem? É bem provável que ele vá gastar tudo em bebida'. Minha resposta é 'mas se eu guardasse [o dinheiro], talvez eu o gastasse bebendo."



  • Santo Agostinho

Confissões

 "Era desgraçado, e desgraçada é toda alma presa pelo amor às coisas mortais. Despedaça-se quando as perde, e então sente a miséria que a torna miserável, ainda antes de as perder."

 "Ora, esses astrólogos procuraram destruir o efeito salutar deste conselho (João 5, 14), quando dizem: 'A causa inevitável de pecares vem-te dos céus'."

 "Nem tudo envelhece, mas tudo morre. Por isso, os seres quando nascem e se esforçam por existir, quanto mais depressa crescem para existir tanto mais se apressam a não existir."

"Ainda então me parecia que não éramos nós que pecávamos, mas não sei que outra natureza, estabelecida em nós. A minha soberba deleitava-se com não ter as responsabilidades da culpa." (Sobre os erros maniqueístas).

 "Fostes Vós, só Vós - pois quem é que nos afasta da morte de todo o erro, senão a Vida que não conhece a morte, a Sabedoria que ilumina as inteligências indigentes, sem precisar de luz alguma, e rege todo o mundo, até as folhas movediças das árvores?"

 "Já não desejava coisas melhores, porque, abarcando tudo com o pensamento, via que os elementos superiores são incontestavelmente mais perfeitos que os inferiores. Mas um juízo mais sensato fazia-me compreender que a criação em conjunto valia mais que os elementos superiores tomados isoladamente." (A solução do problema do mal).

 "Porventura a justiça é desigual e mutável? Não. Os tempos a que ela preside é que não ocorrem a par, pois são tempos. E os homens - cuja a vida sobre a terra é breve - não sabem harmonizar pelo raciocínio as razões dos tempos passados e dos outros povos, porque delas não tiveram conhecimento direto. Mas podem verificar facilmente pela experiência própria, no mesmo corpo, no mesmo dia e na mesma casa o que convém a tal membro, a tais circunstâncias, a tal lugar ou a tais pessoas. No primeiro caso escandalizam-se, mas no segundo já se conformam."

 "Só na grandeza da Vossa misericórdia coloco toda a minha esperança. Dai-me o que me ordenais, e ordenai-me o que quiserdes."


  • Dostoiévski

Os Demônios

"O homem é infeliz porque não sabe que é feliz"

 "O socialismo, por sua essência, já deve ser um ateísmo, precisamente porque proclamou desde o início que é uma instituição ateia e pretende organizar-se exclusivamente sobre os princípios da ciência e da razão. A razão e a ciência, hoje e desde o início dos séculos, sempre desempenharam apenas uma função secundária e auxiliar; e assim será até a consumação dos séculos."

 "Porque tenho notado - murmurou-me Stiepan Trofímovitch naquela ocasião - que todos esses socialistas e comunistas desesperados são ao mesmo tempo incríveis unhas de fome, compradores, proprietários, e a coisa chega a tal ponto que quanto mais socialistas, quanto mais avançados, mais intensa é a sua postura de proprietários..."

"A primeira palavra que o outro lhe disse: "Quer dizer que o senhor é general, se fala dessa maneira!", ou seja, no sentido de que ele não podia encontrar uma ofensa pior do que a palavra "general". Ivan Ivánovitch ficou no auge da irritação: "Sim, senhor, eu sou general, e general-tenente, e servi ao meu soberano; já tu, senhor, és um menino e ateu!"."


Os Irmãos Karamázov

 "O mundo proclamou a liberdade, sobretudo nestes derradeiros anos, e o que representa ela? Nada mais senão a escravidão e o suicídio! Porque o mundo diz: 'Tu tens necessidades, satisfá-las, porque possuis os mesmos direitos que os grandes e os ricos. Não temas satisfazê-las, aumenta-as mesmo'. É que resulta esse direito de aumentar as necessidades? Entre os ricos, a solidão e o suicídio espiritual; entre os pobres, a inveja e o crime, porque se conferiram direitos, mas ainda não indicaram os meios de satisfazer as necessidades."


Frase de 1854:

 "Esse símbolo é muito simples: acreditar que não há nada mais belo, mais profundo, mais simpático, mais racional, mais corajoso e perfeito que Cristo, e não só não há como eu ainda afirmo com um amor cioso que não pode haver. Além disso, se alguém me demonstrasse que Cristo está fora da verdade e se realmente a verdade estivesse fora de Cristo, melhor para mim seria querer ficar com Cristo do que com a verdade"








0 Comentário: