ad

Eclesiastes 7

O valor da sabedoria.

1Um bom nome é melhor do que um unguento precioso;

E o dia da morte do que o dia do seu nascimento.

2É melhor ir para a casa do luto,

Do que ir para a casa da festa:

Pois esse é o fim de todos os homens;

E os vivos colocam isso em seu coração.

3A tristeza é melhor do que o riso:

Pois pela tristeza do semblante o coração se alegra.

4O coração do sábio está na casa do luto;

Mas o coração dos tolos está na casa da alegria.


5É melhor ouvir a repreensão do sábio,

Do que um homem ouvir a canção dos tolos.

6Pois, como o estalar de espinhos sob uma panela,

Assim é a risada do tolo:

Isso também é vaidade.

7Certamente a extorsão torna um homem sábio tolo;

E um presente destrói o entendimento.


8Melhor é o fim de uma coisa do que o começo dela:

E o paciente em espírito é melhor do que o orgulhoso em espírito.

9Não se apresse em seu espírito a ficar com raiva:

Pois a ira repousa no seio dos tolos.

10Não diga você,

“Qual é a causa de que os dias anteriores eram melhores do que estes?”

Pois você não questiona sabiamente a respeito disso.


11A sabedoria é tão boa quanto uma herança:

Sim, mais excelente é para aqueles que veem o sol.

12Pois a sabedoria é uma defesa, assim como o dinheiro é uma defesa:

Mas a excelência do conhecimento é que a sabedoria preserva a vida de quem a possui.


13Considere a obra de Deus:

Pois quem pode endireitar o que ele fez torto?

14No dia da prosperidade, seja alegre,

E no dia da adversidade, considere:

Deus até fez um lado a lado com o outro,

Para o fim, esse homem não deve descobrir nada do que acontecerá depois dele.



Os limites da sabedoria humana.

15Tudo isso eu vi nos dias da minha vaidade:

Há um homem justo que perece em sua justiça,

E há um homem perverso que prolonga sua vida fazendo o mal.


16Não seja excessivamente justo;

Nem se torne excessivamente sábio:

Por que deves destruir a si mesmo?

17Não seja excessivamente perverso,

Nem seja tolo:

Por que você deveria morrer antes do seu tempo?

18É bom que você tome conta disso;

Sim, também daquele não retire a sua mão:

Pois aquele que teme a Deus escapará de todos eles.


19A sabedoria é uma força para o homem sábio

Mais de dez governantes que estão em uma cidade.


20Certamente não há um homem justo na terra,

Que faça o bem e não peque.


21Também não dê ouvidos a todas as palavras que são faladas;

Para que não ouça seu servo lhe amaldiçoar:

22Muitas vezes também o seu próprio coração conhece

Que você mesmo amaldiçoou os outros.


23Tudo isso eu provei com sabedoria:

Eu disse, serei sábio;

Mas isto estava longe de mim.

24Aquilo que está longe e muito profundo;

Quem pode descobrir?

25Eu me virei, e meu coração estava decidido a conhecer,

Pesquisar e buscar sabedoria e a razão das coisas,

E saber que a maldade é insensatez,

E que tal insensatez é uma loucura:

26E eu acho uma coisa ainda mais amarga do que a morte,

A mulher cujo coração é armadilhas e redes,

E suas mãos como amarras:

Aquele que agradar a Deus escapará dela;

Mas o pecador será levado por ela.


27“Eis que isso eu achei”, diz o Pregador;

“Confundir uma coisa com a outra, para descobrir a causa:

28Que minha alma ainda busca, mas eu ainda não encontrei:

Um homem entre mil eu encontrei;

Mas não encontrei uma mulher entre todas essas.

29Eis que só isso eu encontrei,

Que Deus fez o homem reto;

Mas eles procuraram muitas invenções”.