Efésios

Éfeso era a capital da Ásia proconsular, a cerca de um quilômetro da costa marítima e era o grande centro religioso, comercial e político da Ásia. Foi digno de nota por causa de duas estruturas notáveis ​​lá. Primeiro, o grande teatro, com capacidade para 50.000 pessoas, e, segundo, o templo de Diana, que era uma das sete maravilhas do mundo antigo. Tinha 342 pés de comprimento e 164 pés de largura, feitos de mármore brilhante, sustentados por uma floresta de colunas de 56 pés de altura e tinham 220 anos de construção. Isso o tornou o centro da influência do culto a Diana, sobre o qual lemos em Atos 19: 23-41. A estátua de Diana demonstrava a fertilidade da natureza.

Junto a Roma, Éfeso era a cidade mais importante visitada por Paulo. Foi chamada a terceira capital do cristianismo, sendo o centro de trabalho na Ásia através do qual foram fundadas todas as igrejas da Ásia, especialmente as sete igrejas da Ásia para as quais Jesus enviou as mensagens de Apocalipse. Jerusalém, o local de nascimento do poder, é a primeira e Antioquia, o centro do trabalho missionário, é a segunda capital.

O trabalho de Paulo em Éfeso: (1) Revisitado lá no retorno da segunda jornada missionária (Atos 18: 18-21). e saiu com eles Áquila e Priscila. (2) Na terceira jornada missionária, ele passou cerca de três anos lá (Atos 20:31). (3) Durante essa segunda visita, ele teve tanta influência que controlou o culto de Diana a ponto de despertar a oposição de seus adoradores e tornar necessário que ele partisse para a Macedônia (Atos 20: 1). (4) No retorno da terceira jornada missionária, ele parou em Mileto, a cinquenta quilômetros de distância, e enviou os anciãos de Éfeso, aos quais entregou um discurso de despedida (Atos 20: 16-38).

O conteúdo é muito parecido com o de Colossenses, mas também diferem muito deles. (1) Em cada livro, metade é doutrinária e metade prática. (2) Colossenses discute Cristo-capa ou Cristo a cabeça da igreja, enquanto Efésios discute capa-de-igreja ou igreja como o corpo de Cristo. (3) Em Colossenses, Cristo é "tudo e em todos"; em Efésios, o Cristo ascendido é visto em sua igreja. (4) Em Colossenses, temos Paulo na arena aquecida da controvérsia; em Efésios, ele medita discretamente sobre um grande tema.


É dito que contém a verdade mais profunda revelada aos homens, e a igreja de Éfeso estava, talvez, melhor preparada do que qualquer outra para ser a guardiã de tal verdade, já que a longa estadia de Paulo ali os preparou muito bem para ouvi-la e entendê-la. Pode ter sido escrito como uma carta circular a ser enviada por sua vez a várias igrejas das quais a igreja de Éfeso era uma.

~
  • Capítulos:
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6

~