Hebreus 11

1. Agora, a fé é a substância das coisas esperadas, a evidência das coisas que não são vistas.

2. Por isso os antigos obtiveram um bom testemunho.

3. Pela fé, entendemos que os mundos foram moldados pela palavra de Deus, de modo que as coisas que são vistas não foram feitas do que se vê.

4. Pela fé Abel ofereceu a Deus um sacrifício mais excelente do que Caim, pelo qual obteve testemunho de que era justo, Deus testificando de seus dons; e por isso, mesmo morto, ainda fala.

5. Pela fé, Enoque foi levado para não ver a morte; e não foi encontrado, porque Deus o havia levado; pois antes de ser levado ele tinha este testemunho, que agradou a Deus.

6. E sem fé é impossível agradá-lo: pois quem vem a Deus deve crer nele, que ele é recompensador daqueles que o buscam.

7. Pela fé Noé, sendo avisado por Deus de coisas ainda não vistas, moveu-se com temor, preparou uma arca para salvar sua casa; pela qual ele condenou o mundo, e se tornou herdeiro da justiça que é pela fé.

8. Pela fé, Abraão, quando foi chamado a sair para um lugar que depois receberia por herança, obedeceu; e ele saiu, sem saber para onde iria.

9. Pela fé ele peregrinou na terra da promessa, como em um país estranho, morando em tabernáculos com Isaque e Jacó, os herdeiros com ele da mesma promessa:

10. Pois ele procurou uma cidade que tem fundamentos, cujo construtor e criador é Deus.

11. Pela fé, também a própria Sara recebeu força para conceber descendência e teve um filho quando tinha passado da idade, porque julgou fiel quem prometeu a ela.

12. Por isso também surgiu de um, e ele dado como morto, tantos como as estrelas do céu em multidão, e como a areia que fica à beira do mar, inumeráveis.

13. Todos estes morreram na fé, não tendo recebido as promessas, mas tendo-os visto de longe, e foram persuadidos deles, e os abraçaram, e confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.

14. Pois os que dizem tais coisas declaram claramente que procuram um país.

15. E, de fato, se eles tivessem consciência daquele país de onde haviam saído, poderiam ter tido a oportunidade de voltar.

16. Mas agora eles desejam um país melhor, isto é, um céu: por isso Deus não se envergonha de ser chamado seu Deus; porque ele lhes preparou uma cidade.

17. Pela fé, Abraão, quando foi provado, ofereceu Isaque; e aquele que recebeu as promessas ofereceu seu único filho,

18. Dos quais foi dito que em Isaque será chamada a tua descendência:

19. Contando que Deus foi capaz de ressuscitá-lo, mesmo dentre os mortos; de onde também o recebeu de forma figurada.

20. Pela fé Isaque abençoou Jacó e Esaú com relação às coisas futuras.

21. Pela fé, Jacó, quando estava morrendo, abençoou cada um dos filhos de José; e adorado, apoiando-se no topo de seu cajado.

22. Pela fé, José, quando morreu, fez menção à partida dos filhos de Israel; e deu ordem a respeito de seus ossos.

23. Pela fé, Moisés, quando nasceu, foi escondido três meses de seus pais, porque viram que ele era um filho adequado; e eles não tinham medo do mandamento do rei.

24. Pela fé, Moisés, quando adulto, recusou-se a ser chamado filho da filha do Faraó;

25. Escolhendo antes sofrer a aflição com o povo de Deus, do que desfrutar os prazeres do pecado por um tempo;

26. Estimando o opróbrio de Cristo maior riqueza do que os tesouros do Egito, pois ele tinha consideração pela grande recompensa.

27. Pela fé ele abandonou o Egito, sem temer a ira do rei; pois suportou, como vendo aquele que é invisível.

28. Pela fé ele celebrou a páscoa e a aspersão de sangue, para que aquele que destruiu o primogênito os tocasse.

29. Pela fé eles passaram pelo mar Vermelho como por terra seca; o qual os egípcios, tentando fazer o mesmo, foram engolidos.

30. Pela fé caíram os muros de Jericó, depois de serem rodeados por sete dias.

31. Pela fé a prostituta Raabe não pereceu com os que não creram, quando recebeu os espiões em paz.

32. E o que devo dizer mais? Pois o tempo me falhará se eu falar de Gideão, Baraque, Sansão, Jefté; de Davi, Samuel e os profetas:

33. Que pela fé subjugou reinos, fez justiça, obteve promessas, parou a boca dos leões.

34. Apagou a violência do fogo, escapou da ponta da espada, pela fraqueza se fortaleceu, valorizou a luta, virou-se para fugir dos exércitos dos estrangeiros.

35. As mulheres receberam seus mortos por ressurreição: outras foram torturadas, não aceitando sua libertação; para que eles possam obter uma melhor ressurreição:

36. E outros experimentaram escárnios e açoites cruéis; sim, além disso, de amarras e prisões;

37. Foram apedrejados, serrados em pedaços, tentados, mortos à espada; perambulavam em peles de ovelha e cabra; eram indigentes, aflitos, atormentados;

38. (Dos quais o mundo não era digno :), eles vagavam pelos desertos, montanhas e covas e cavernas da terra.

39. E todos estes, tendo obtido um bom testemunho pela fé, não receberam a promessa:

40. Deus tendo providenciado algo melhor a nosso respeito, para que, fora de nós, eles não sejam aperfeiçoados.