Hebreus 8

1. Agora, nas coisas que estamos dizendo, o ponto principal é o seguinte: temos um sumo sacerdote, que se sentou à direita do trono da Majestade nos céus,

2. Um ministro do santuário e do verdadeiro tabernáculo, que o Senhor lançou, e não o homem.

3. Pois todo sumo sacerdote é ordenado a oferecer ofertas e sacrifícios; portanto, é necessário que esse homem também tenha algo a oferecer.

4. Porque, se estivesse na terra, não deveria ser sacerdote, visto que há sacerdotes que oferecem dons de acordo com a lei:

5. Que servem ao exemplo e à sombra das coisas celestiais, como Moisés foi admoestado por Deus quando estava prestes a fazer o tabernáculo; pois, veja, diz ele, "que você faça todas as coisas de acordo com o padrão que lhe foi mostrado no monte".

6. Mas agora ele obteve um ministério mais excelente, por quanto ele também é o mediador de uma aliança melhor, que foi estabelecida com melhores promessas.

7. Pois, se a primeira aliança tivesse sido impecável, então não deveria ter sido procurado lugar para a segunda.

8. Por achar falta neles, diz: Eis que vêm os dias, diz o Senhor, em que farei uma nova aliança com a casa de Israel e com a casa de Judá:

9. Não de acordo com a aliança que fiz com seus pais no dia em que os tomei pela mão para levá-los para fora da terra do Egito; porque eles não continuaram na minha aliança, e eu não os observei, diz o Senhor.

10. Porque esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor; ponho as minhas leis na mente deles e as escrevo no coração; e eu serei para elas um Deus, e eles serão para mim um povo.

11. E não ensinarão cada um a seu próximo, e todo homem a seu irmão, dizendo: conhece o Senhor; porque todos me conhecerão, do menor ao maior.

12. Pois serei misericordioso da injustiça deles, e dos seus pecados e iniquidades não me lembrarei mais.

13. Ao dizer: Uma nova aliança, ele envelheceu a primeira. Ora, o que decai e envelhece está pronto para desaparecer.