Institutas da Religião Cristã - 1, João Calvino


~

Dados:

Título original: Christianae religionis institutio


Data da publicação: 1559

~

  • Para ler os capítulos separadamente, clique nos títulos:


Prefácio
Introdução

Livro I. Sobre o Conhecimento de Deus, o Criador.


A conexão entre o conhecimento de Deus e o conhecimento de nós mesmos
A natureza e a tendência do conhecimento de Deus
A mente humana naturalmente se reveste com o conhecimento de Deus
Este conhecimento extinto ou corrompido, parcialmente por ignorância, em parte pela maldade
O Conhecimento de Deus notável na formação e governo contínuo do mundo
A orientação e o ensino das Escrituras são necessários para levar ao conhecimento de Deus, o Criador
O testemunho do Espírito necessário para confirmar a Escritura
Provas racionais para estabelecer a crença da Escritura
O fanatismo que descarta a Escritura
Sobre a adoração às divindades pagãs em detrimento do Deus verdadeiro
Ilegalidade de atribuir a Deus uma forma visível
Uma essência divina, contendo três pessoas; ensinado nas Escrituras desde o princípio
O verdadeiro Deus se revela na Escritura, não naqueles criados pelo mundo
As condições originais do homem
A preservação de Deus e o apoio do mundo por seu poder
A aplicação adequada desta doutrina para torná-la útil para nós
Deus usa a agência do ímpio

Livro II. Sobre o conhecimento de Deus, o Redentor em Cristo, que foi revelado primeiramente aos pais sob a lei, e desde sempre a nós no evangelho.

A doutrina do pecado original
Homem em seu estado atual
O que procede do homem é digno de condenação
A operação de Deus no coração dos homens
A refutação das objeções comumente feitas em apoio ao livre-arbítrio
Redenção para que o homem perdido seja procurado em Cristo
A lei como esperança pela vinda de Cristo
Uma exposição da Lei Moral
O primeiro e o segundo mandamento
O terceiro e o quarto mandamento
O quinto e o sexto mandamento
O sétimo e o oitavo mandamento
O nono e o décimo mandamento
Cristo, para os judeus sob a lei, mas revelado apenas no evangelho
A semelhança do antigo e do novo testamento
A diferença dos dois testamentos
A necessidade de Cristo se tornar homem para ser o mediador
A Assunção de Cristo da Humanidade Real
A união das duas naturezas que constituem a pessoa do mediador
A consideração dos três ofícios de Cristo
O ofício redentor de Cristo para buscar nossa salvação
Cristo mereceu a graça de Deus e a salvação por nós

Livro III. Sobre a maneira de receber a graça de Cristo, os benefícios que dela derivamos e os efeitos que a seguem.

O que é declarado sobre Cristo nos é proveitoso pela ação do Espírito
Fé definida e suas propriedades descritas

  • Para baixar, clique aqui.

0 Comentário: