ad

Jó 1

Jó e sua família.

1Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e aquele homem era perfeito e reto, e temia a Deus e evitava o mal. 2E nasceram-lhe sete filhos e três filhas. 3Seus bens eram também sete mil ovelhas, e três mil camelos, e quinhentas juntas de bois, e quinhentas jumentas, e uma grande casa; de modo que este homem era o maior de todos os homens do Oriente.

4E seus filhos foram e festejaram em suas casas, cada um no seu dia; e mandou chamar suas três irmãs para comer e beber com eles. 5E sucedeu que, decorridos os dias dos seus banquetes, enviou Jó e os santificou, e levantou-se de madrugada, e ofereceu holocaustos segundo o número de todos eles; porque disse Jó: “Pode ser seja que meus filhos pecaram, e amaldiçoaram a Deus em seus corações”. Assim fez Jó continuamente.

6Houve um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, e veio também Satanás entre eles.

7E disse o Senhor a Satanás: “De onde você vem?”.

Então Satanás respondeu ao Senhor, e disse: “De ir e vir na terra, e de andar para cima e para baixo nela”.

8E disse o Senhor a Satanás: “Por acaso você reparou no meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal?”.

9Então Satanás respondeu ao Senhor, e disse: “Jó teme a Deus em vão? 10Não fizeste Tu uma sebe ao redor dele, e da sua casa, e de tudo o que ele tem de todos os lados? Abençoaste a obra das suas mãos, e os seus bens se multiplicaram na terra. 11Mas estende agora a Tua mão e toca em tudo o que ele tem, e ele Te amaldiçoará na Tua face”.

12E disse o Senhor a Satanás: “Eis que tudo o que ele tem está em seu poder; somente sobre si mesmo não estenda a mão”.

Então Satanás saiu da presença do Senhor.


Jó perde seus filhos e bens.

13E houve um dia em que seus filhos e suas filhas estavam comendo e bebendo vinho na casa do irmão mais velho; 14e veio um mensageiro a Jó, e disse: “Os bois lavravam, e as jumentas pastavam ao lado deles: 15E os sabeus caíram sobre eles, e os levaram; sim, mataram os servos ao fio da espada; e eu só escapei sozinho para lhe contar”.

16Enquanto ele ainda falava, veio também outro, e disse: “O fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os servos, e os consumiu; e eu só escapei sozinho para lhe contar”.

17Enquanto ele ainda falava, veio também outro e disse: “Os caldeus formaram três bandos, e lançaram-se sobre os camelos, e os levaram, sim, e mataram os servos ao fio da espada; e eu só escapei sozinho para lhe contar”.

18Enquanto ele ainda falava, veio outro e disse: “Seus filhos e suas filhas comiam e bebiam vinho na casa do irmão mais velho: 19E eis que veio um grande vento do deserto, e feriu os quatro cantos da casa, e caiu sobre os jovens, e eles morreram; e eu só escapei sozinho para te contar”.

20Então Jó levantou-se, rasgou o seu manto, rapou a cabeça, prostrou-se por terra e adorou, 21e disse:

“Nu saí do ventre de minha mãe,

E nu tornarei para lá;

O Senhor deu, e o Senhor tirou;

Bendito seja o nome do Senhor”.

22Em tudo isso Jó não pecou, ​​nem acusou Deus tolamente.