ad

Jó 7

A brevidade da vida.

1Não existe um tempo determinado para o homem na terra?

Não são os seus dias também como os dias de um mercenário?

2Como o servo deseja a sombra,

E como o mercenário espera a recompensa do seu trabalho:

3Assim me fazem possuir meses de vaidade,

E noites cansativas me são designadas.

4Quando me deito, digo: ‘Quando me levantarei

E a noite passará?’

E fico cheio de agitações de um lado para outro até o raiar do dia.

5Minha carne está coberta de vermes e torrões de pó;

Minha pele está quebrada e se torna repugnante”.


6“Meus dias são mais velozes que a lançadeira de um tecelão

E são gastos sem esperança.

7Lembre-se de que minha vida é vento:

Meus olhos não verão mais o bem.

8Os olhos de quem me vê não me verão mais;

Os seus olhos estarão sobre mim, e eu não existirei mais.

9Como a nuvem se consome e se desvanece,

Assim aquele que desce à sepultura não subirá mais.

10Não voltará mais para sua casa,

Nem o seu lugar o conhecerá mais”.


11“Por isso não me conterei;

Falarei na angústia do meu espírito;

Vou reclamar na amargura da minha alma.

12Sou um mar ou uma baleia,

Para que Tu me ponhas a vigiar?

13Quando eu disser: ‘Minha cama me confortará,

Meu leito aliviará minhas queixas’;

14Então Tu me assustas com sonhos,

E me apavoras com visões:

15Para que minha alma escolha o estrangulamento

E a morte em vez da minha vida.

16Eu detesto a vida;

Eu não viveria sempre:

Deixe-me em paz;

Pois meus dias são vaidade”.


17“O que é o homem, para que Tu o engrandeças?

E para que ponhas o Teu coração nele?

18E que Tu devas visitá-lo todas as manhãs

E testá-lo a cada momento?

19Até quando Tu não se afastará de mim,

Nem me deixará em paz até que eu engula minha saliva?

20Eu pequei;

O que devo fazer a Ti, ó preservador dos homens?

Por que me puseste como marca contra Ti,

De modo que sou um peso para mim mesmo?

21E por que Tu não perdoas a minha transgressão

E não tiras a minha iniquidade?

Pois agora dormirei no pó;

E Tu me buscarás pela manhã,

Mas eu não existirei mais.