Joel 3

1. Pois eis que naqueles dias e naquele tempo em que trarei novamente o cativeiro de Judá e Jerusalém,

2. Reunirei todas as nações e as derrubarei no vale de Josafá; e ali pleitearei com eles por meu povo e por minha herança Israel, a quem espalharam entre as nações, e dividiram minha terra.

3. E lançaram sortes para o meu povo; deram um menino por uma prostituta e venderam uma menina por vinho, para que pudessem beber.

4. Sim, e que sois para mim, ó Tiro, e Sidom e todas as regiões da Filístia? Você me dará uma recompensa? E se me recompensar, rápida e prontamente retribuirei sua recompensa sobre sua própria cabeça.

5. Pois tomais a minha prata e o meu ouro, e levaste para os seus templos as minhas coisas agradáveis;

6. Também vendestes os filhos de Judá e os filhos de Jerusalém aos gregos, para removê-los de seus termos.

7. Eis que os despertarei do lugar onde os vendeste, e retribuirei a sua recompensa sobre a sua própria cabeça.

8. E venderei vossos filhos e vossas filhas nas mãos dos filhos de Judá, e eles os venderão aos sabeus, a um povo longínquo; porque o SENHOR o falou.

9. Proclamai isto entre os gentios; prepare a guerra, acorde os homens poderosos, deixe todos os homens de guerra se aproximarem; que eles subam:

10. Faça do seu arado espadas e dos seus podadores lanças; digam os fracos: sou forte.

11. Reuni-vos, e vinde, todos os pagãos, e ajuntai-vos em volta; ali fazes descer os teus valentes, ó Senhor.

12. Despertem os gentios, e subam ao vale de Josafá; porque ali me assentarei para julgar todas as nações ao redor.

13. Põe-te na foice, porque a colheita está madura; vem, pise; pois o lagar está cheio, as cubas transbordam; porque a maldade deles é grande.

14. Multidões, multidões no vale da decisão: porque o dia do Senhor está próximo no vale da decisão.

15. O sol e a lua escurecerão, e as estrelas retirarão seu brilho.

16. O Senhor também rugirá de Sião, e de Jerusalém fará pronunciar a sua voz; e os céus e a terra tremerão; mas o SENHOR será a esperança do seu povo, e a força dos filhos de Israel.

17. Assim sabereis que eu sou o Senhor vosso Deus, que habita em Sião, meu santo monte; então Jerusalém será santa, e nunca mais os estrangeiros passarão por ela.

18. E naquele dia, das montanhas cairão vinho novo, e das colinas correrão leite, e de todos os rios de Judá correrão águas, e uma fonte sairá da casa do SENHOR, e regará o vale de Sitim.

19. O Egito será uma desolação, e Edom será um deserto desolado, por causa da violência contra os filhos de Judá, porque derramaram sangue inocente em sua terra.

20. Mas Judá habitará para sempre, e Jerusalém de geração em geração.

21. E purificarei o sangue deles, que não purifiquei; porque o Senhor habita em Sião.