ad

Lucas 1

Dedicação à Teófilo

1Visto que muitos tomaram em mãos a ordem de declarar daquelas coisas que mais certamente se crê entre nós, 2assim como eles os entregaram a nós, que desde o princípio eram testemunhas oculares e ministros da palavra; 3pareceu-me bom também, tendo compreendido perfeitamente todas as coisas desde o início, escrever para você em ordem, o mais excelente Teófilo, 4para que possa conhecer a certeza daquelas coisas em que foi instruído.



O nascimento de João Batista

5Houve nos dias de Herodes, rei da Judeia, certo sacerdote chamado Zacarias, no decurso de Abias; e sua esposa era das filhas de Arão, e seu nome era Isabel. 6E ambos eram justos diante de Deus, andando em todos os mandamentos e ordenanças do Senhor sem culpa. 7E eles não tiveram filhos, porque Isabel era estéril, e ambos estavam agora bastante avançados em anos.

8E aconteceu que enquanto ele executava o ofício do sacerdote diante de Deus, na ordem de seu curso, 9de acordo com o costume do ofício do sacerdote, sua sorte era queimar incenso quando ele fosse ao templo do Senhor. 10E toda a multidão do povo estava orando do lado de fora no momento do incenso. 11E apareceu-lhe um anjo do Senhor em pé do lado direito do altar de incenso. 12E quando Zacarias o viu, ficou perturbado e o medo caiu sobre ele.

13Mas o anjo lhe disse: “Não tenha medo, Zacarias, porque a sua oração é ouvida; e sua esposa Isabel dará à luz um filho, a quem você chamará João. 14E terá alegria e regozijo; e muitos se regozijarão com o seu nascimento. 15Porque ele será grande aos olhos do Senhor, e não beberá vinho nem bebida forte; e ele será cheio do Espírito Santo, desde o ventre de sua mãe. 16E muitos dos filhos de Israel se converterão ao Senhor, seu Deus. 17E ele irá adiante d’Ele no espírito e poder de Elias, para converter o coração dos pais aos filhos, e os desobedientes à sabedoria dos justos; deixar um povo preparado para o Senhor”.

18E Zacarias disse ao anjo: “Por que devo saber disso? Pois eu sou um homem velho, e minha esposa está muito avançada em anos”.

19E o anjo que respondeu lhe disse: “Eu sou Gabriel, que está na presença de Deus; e fui enviado para falar com você e mostrar-lhe estas boas novas. 20E eis que você ficará mudo e incapaz de falar até o dia em que essas coisas serão realizadas, porque você não creu nas minhas palavras, que serão cumpridas em seu tempo”.

21E o povo esperou por Zacarias, e ficou maravilhado por ele ter ficado tanto tempo no templo. 22Quando ele saiu, não pôde falar com eles; e eles perceberam que ele teve uma visão no templo; pois ele os chamou e permaneceu sem palavras.

23E aconteceu que, assim que os dias de seu ministério foram cumpridos, ele partiu para sua própria casa. 24E depois daqueles dias sua esposa Isabel concebeu e se escondeu cinco meses, dizendo: 25“Assim o Senhor tratou comigo, nos dias em que olhou para mim, para tirar o meu opróbrio entre as pessoas.”.



O nascimento de Cristo anunciado à Maria

26No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem casada com um homem cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. 28Entrou o anjo próximo dela e disse: “Salve, você que é altamente favorecida, o Senhor é contigo; bendito você é entre as mulheres”.

29E quando o viu, ficou perturbada com o que ele disse e pensou em que tipo de saudação deveria ser. 30Disse-lhe o anjo: “Maria, não tenha medo; porque você encontrou graça diante de Deus. 31E eis que conceberá no seu ventre, e dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS. 32Ele será grande e será chamado o Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus Lhe dará o trono de Seu pai Davi. 33E Ele reinará sobre a casa de Jacó para sempre; e Seu reino não haverá fim.

34Então Maria disse ao anjo: “Como será isso, visto que não conheço um homem?”.

35E o anjo respondeu e disse-lhe: O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo lhe obscurecerá; portanto, também aquele que nascer de você será chamado Filho de Deus. 36E eis que a sua prima Isabel também concebeu um filho na velhice; e este é o sexto mês com ela, que foi chamada estéril. 37Pois para Deus nada pode ser impossível.

38E Maria disse: “Eis a serva do Senhor; seja comigo segundo a sua palavra. E o anjo se afastou dela.



A visita de Maria à Isabel

39Naqueles dias, Maria se levantou e entrou apressadamente na região montanhosa, na cidade de Judá; 40e entrou na casa de Zacarias, e saudou Isabel. 41E aconteceu que, quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o bebê saltou em seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo: 42e ela falou em alta voz e disse: “Bendita é você entre as mulheres, e abençoado é o fruto do seu ventre. 43E por onde mereci isso para que a mãe do meu Senhor venha a mim? 44Pois eis que assim que a voz da sua saudação soou nos meus ouvidos, o bebê pulou de alegria no meu ventre. 45E bem-aventurada a que creu, porque haverá uma realização daquelas coisas que lhe foram ditas pelo Senhor”.


Magnificat: A canção de Maria

46E Maria disse:


“A minha alma engrandece o Senhor,

47E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.

48Pois Ele considerou o estado baixo de sua serva:

Pois eis que a partir de agora todas as gerações me chamarão de abençoada.

49Pois Aquele que é poderoso me fez grandes coisas;

E santo é o seu nome.

50E a Sua misericórdia está sobre os que O temem

De geração em geração.

51Ele mostrou força com o braço;

Ele espalhou os orgulhos na imaginação de seus corações.

52Deixou os poderosos de seus assentos

E os exaltou em baixo grau.

53Ele encheu os famintos de coisas boas;

E os ricos que Ele enviou esvaziam.

54Ele santificou Seu servo Israel,

Em memória de Sua misericórdia;

55Como Ele falou a nossos pais,

A Abraão e a sua descendência para sempre”.


56Maria ficou com ela cerca de três meses e voltou para sua própria casa.



Nascimento e circuncisão de João Batista

57Chegou o tempo de Isabel para o parto; e ela deu à luz um filho. 58E seus vizinhos e primos ouviram como o Senhor havia mostrado grande misericórdia sobre ela; e eles se alegraram com ela.

59E aconteceu que no oitavo dia eles circuncidaram a criança; e o chamaram Zacarias, em homenagem ao nome de seu pai. 60E sua mãe respondeu e disse: “Não é assim; ele será chamado João”.

61E disseram-lhe: “Não há nenhum dos seus parentes que se chame por esse nome”. 62Então eles fizeram sinais para seu pai, como ele o chamaria.

63Ele pediu uma escrivaninha e escreveu, dizendo: “Seu nome é João”. E todos se maravilharam. 64E a boca dele se abriu imediatamente, e a língua dele se soltou; ele falou e louvou a Deus. 65E veio o temor sobre todos os que estavam ao redor deles; e todas essas palavras foram ouvidas no exterior por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que os ouviram os colocaram em seus corações, dizendo: “Que tipo de criança será essa!”. E a mão do Senhor estava com ele.



Benedictus: A profecia de Zacarias

67E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo, e profetizou, dizendo:


68“Bendito seja o Senhor Deus de Israel;

Porque Ele visitou e redimiu Seu povo,

69E nos levantou um poder de salvação

Na casa de Seu servo Davi;

70Como falou pela boca de Seus santos profetas,

Que existem desde o começo do mundo:

71Para que sejamos salvos de nossos inimigos

E da mão de todos os que nos odeiam;

72Realizar a misericórdia prometida a nossos pais

E lembrar-se de Sua santa aliança;

73O juramento que fez a nosso pai Abraão,

74Que Ele nos concedeu,

Que, sendo libertados das mãos de nossos inimigos,

O servíssemos sem medo,

75Em santidade e justiça diante d’Ele,

Todos os dias da nossa vida”.


76“E você, filho, será chamado profeta do Altíssimo;

Porque irá diante da face do Senhor para preparar os Seus caminhos;

77Dar conhecimento de salvação ao Seu povo

Pela remissão de seus pecados,

78Pela terna misericórdia de nosso Deus;

Pelo qual a autora do alto nos visitou,

79Para iluminar os que estão nas trevas e nas sombras da morte,

Para guiar nossos pés no caminho da paz”.


80E o menino cresceu, e fortaleceu-se em espírito, e viveu no deserto até o dia de sua chegada a Israel.