Obadias

1. A visão de Obadias. Assim diz o Senhor Deus a respeito de Edom; Ouvimos boatos do SENHOR, e um embaixador é enviado entre os gentios: Levanta-te, e nos levantemos contra ela em batalha.

2. Eis que te fiz pequeno entre os gentios; tu és muito desprezado.

3. A soberba do teu coração te enganou, tu que habitas nas fendas da rocha, cuja habitação é alta; que diz em seu coração: quem me derrubará no chão?

4. Embora se exalte como a águia, e ponha o seu ninho entre as estrelas, dali te derrubarei, diz o Senhor.

5. Se ladrões viessem a ti, se ladrões à noite (como és destruído!), não teriam roubado até que tivessem o suficiente? Se os videntes viessem a ti, não deixariam algumas uvas?

6. Como são roubadas as coisas de Esaú! Como são procuradas as suas coisas ocultas!

7. Todos os homens da tua confederação te levaram até a fronteira; os homens que estavam em paz contigo te enganaram e prevaleceram contra ti; que comem o teu pão puseram uma ferida debaixo de ti; nele não há entendimento.

8. Naquele dia, diz o Senhor, não destruirei os sábios de Edom, e o entendimento do monte de Esaú?

9. E teus valentes, ó Temã, ficarão consternados, a fim de que todo o monte de Esaú seja cortado pelo massacre.

10. Porque a tua violência contra teu irmão Jacó te envergonhará, e serás exterminado para sempre.

11. No dia em que estiveste do outro lado, no dia em que os estrangeiros levaram cativo as suas forças, e os estrangeiros entraram nos seus portões, e lançaram sortes sobre Jerusalém, e tu eras como um deles.

12. Mas não devias ter olhado no dia de teu irmão no dia em que ele se tornou um estranho; nem teres regozijado com os filhos de Judá no dia da sua destruição; nem deverias ter falado com orgulho no dia da angústia.

13. Não devias ter entrado pela porta do meu povo no dia da sua calamidade; sim, não devias ter visto a aflição deles no dia de sua calamidade, nem ter posto as mãos sobre sua substância no dia de sua calamidade;

14. Tampouco devias ter estado no caminho, para exterminar os que escaparam; nem deverias ter entregue aqueles que permaneceram no dia da angústia.

15. Porque o dia do SENHOR está próximo sobre todos os gentios; como tu fizeste, isso será feito para ti; a tua recompensa voltará sobre a sua própria cabeça.

16. Porque, como bebestes no meu monte santo, todos os gentios beberão continuamente; sim, beberão e engolirão, e serão como se não tivessem existido.

17. Mas no monte Sião haverá libertação, e haverá santidade; e a casa de Jacó possuirá seus bens.

18. E a casa de Jacó será um fogo, e a casa de José uma chama, e a casa de Esaú será como palha, e eles se acenderão neles e os consumirão; e não haverá mais restos da casa de Esaú; porque o SENHOR falou.

19. E os do sul possuirão o monte de Esaú; e da planície os filisteus; e possuirão os campos de Efraim e os campos de Samaria; e Benjamim possuirá Gileade.

20. E o cativeiro deste exército dos filhos de Israel possuirá o dos cananeus, até Sarepta; e o cativeiro de Jerusalém, que está em Sefarade, possuirá as cidades do sul.

21. E salvadores subirão no monte Sião para julgar o monte de Esaú; e o reino será do SENHOR.