Romanos 6

1. O que diremos então? Devemos continuar em pecado, para que a graça seja abundante?

2. De maneira nenhuma. Como nós, que estamos mortos para o pecado, viveremos ainda nele?

3. Não sabeis que muitos de nós, que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados em sua morte?

4. Portanto, somos sepultados com ele pelo batismo na morte: para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos em novidade de vida.

5. Porque, se fomos plantados juntos à semelhança de sua morte, também estaremos à semelhança de sua ressurreição:

6. Sabendo disso, que nosso velho homem é crucificado com ele, que o corpo do pecado pode ser destruído, para que a partir de agora não devamos servir ao pecado.

7. Pois quem está morto é libertado do pecado.

8. Agora, se estivermos mortos com Cristo, cremos que também viveremos com ele:

9. Sabendo que Cristo ressuscitado dentre os mortos não morre mais; a morte não tem mais domínio sobre ele.

10. Porque quando ele morreu, morreu para o pecado uma única vez; mas, enquanto ele vive, ele vive para Deus.

11. Da mesma forma, considerem que também são mortos para o pecado, mas vivos para Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor.

12. Portanto, não reine o pecado em seu corpo mortal, para que obedeça às suas concupiscências.

13. Nem vos entregues a vossos membros como instrumentos de injustiça para o pecado; mas vos entregues a Deus, como os que estão vivos dentre os mortos, e vossos membros como instrumentos de justiça de Deus.

14. Pois o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.

15. Então o que? Pecaremos, porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De maneira nenhuma.

16. Não sabeis que, a quem vos apresentais como servos para obedecer, servos sois de quem obedeces; seja do pecado até a morte, ou da obediência à justiça?

17. Mas graças a Deus, que, embora sejais servos do pecado, tornastes obedientes de coração à forma de ensino à qual fomos libertos;

18. Sendo então libertados do pecado, vós vos tornastes servos da justiça.

19. Falo da maneira dos homens por causa da enfermidade de sua carne: pois, como apresentastes seus membros como servos de impureza e de iniquidade à iniquidade, assim também agora apresentem seus membros como servos de justiça para santificação.

20. Porque, enquanto sois servos do pecado, estais livres da justiça.

21. Que fruto você teve então naquelas coisas de que agora tem vergonha? Pois o fim dessas coisas é a morte.

22. Mas agora, sendo libertados do pecado e tornados servos de Deus, tereis o seu fruto para a santidade e o fim da vida eterna.

23. Porque o salário do pecado é a morte; mas o dom de Deus é a vida eterna através de Jesus Cristo, nosso Senhor.