Salmo 79

1. Ó Deus, os gentios entraram na tua herança; teu santo templo eles contaminaram; puseram Jerusalém em montões.

2. Os corpos dos teus servos deram como carne às aves do céu, a carne dos teus santos aos animais da terra.

3. Derramaram seu sangue como a água ao redor de Jerusalém; e não havia ninguém para enterrá-los.

4. Tornamo-nos uma reprovação aos nossos vizinhos, um desprezo e escárnio aos que nos rodeiam.

5 Até quando, Senhor? Estarás zangado para sempre? Teu ciúme arderá como fogo?

6. Derrama a tua ira sobre as nações que não te conhecem e sobre os reinos que não invocaram o teu nome.

7. Pois eles devoraram a Jacó, e assolaram sua morada.

8. Não te lembreis de nós contra as iniquidades anteriores: permita que as tuas misericórdias nos previnam rapidamente, porque somos humilhados.

9. Ajuda-nos, ó Deus da nossa salvação, pela glória do teu nome; e livra-nos, e purifica os nossos pecados, por amor do teu nome.

10. Por que os pagãos deveriam dizer: Onde está o Deus deles? Seja conhecido entre os gentios aos nossos olhos, pela vingança do sangue dos teus servos, que é derramado.

11. Que o suspiro do prisioneiro venha diante de ti; de acordo com a grandeza do teu poder, preserva os que são designados para morrer;

12. E retribui sete vezes ao meio deles a tua desonra, com o qual eles te oprimiram, ó Senhor.

13. Assim nós, o teu povo e ovelhas do teu pasto, te daremos graças para sempre; manifestaremos o teu louvor a todas as gerações.