Salmo 88

1. Ó Senhor Deus da minha salvação, clamo dia e noite diante de ti:

2. Vá a minha oração para diante de ti; inclina os teus ouvidos para o meu clamor;

3. Porque a minha alma está cheia de angústias; e a minha vida se aproxima da sepultura.

4. Contam-me com os que descem à cova; sou como homem sem força;

5. Livre entre os mortos, como os mortos que jazem na sepultura, dos quais não se lembram mais; e são cortados da tua mão.

6. Tu me deitaste no abismo mais baixo, na escuridão, nas profundezas.

7. A tua ira pesa sobre mim, e tu me afliges com todas as tuas ondas. Selá.

8. Afastaste de mim os meus conhecidos; tu me fizeste uma abominação para eles; estou preso e não posso sair.

9. Os meus olhos choram por causa da aflição: Senhor, invoco-te diariamente, e estendo as minhas mãos para ti.

10. Tu mostras maravilhas aos mortos? Ressuscitarão os mortos e te louvarão? Selá.

11. A tua benignidade será declarada na sepultura? Ou tua fidelidade na destruição?

12. As tuas maravilhas serão conhecidas na escuridão? E a tua justiça na terra do esquecimento?

13. Mas a ti clamo, ó Senhor; e pela manhã minha oração se achegará a ti.

14. Senhor, por que rejeitas a minha alma? Por que escondeste de mim o teu rosto?

15. Estou aflito e pronto para morrer desde a juventude; enquanto sofro os teus terrores, fico desorientado.

16. Tua ira feroz passa sobre mim; teus terrores me cortaram.

17. Eles me cercavam diariamente como água; eles me cercaram juntos.

18. Amigos e companheiros afastaste de mim, e os meus conhecidos estão nas trevas.