Tiago 4

1. De onde vêm guerras e lutas entre vocês? Não vêm, portanto, das vossas próprias concupiscências, daquela guerra que há em seus membros?

2. Desejais e não tendes; matais, e desejais ter, e não podemos obter; combateis e guerreiais, contudo não tendes, pois não pedis.

3. Pedis e não recebestes, porque pedis mal, para que a consumais com vossas concupiscências.

4. Vocês, adúlteros e adúlteras, não sabem que a amizade do mundo é inimizade com Deus? Quem quer que seja amigo do mundo é inimigo de Deus.

5. Acha que as escrituras dizem em vão: O espírito que habita em nós deseja invejar?

6. Mas ele dá mais graça. Portanto ele diz: Deus resiste aos orgulhosos, mas dá graça aos humildes.

7. Submeta-se, portanto, a Deus. Resista ao diabo, e ele fugirá de você.

8. Aproxime-se de Deus, e ele se aproximará de você. Limpem suas mãos, pecadores; e purificai vossos corações;

9. Seja aflito, lamente e chore: que a tua risada se torne em luto, e a tua alegria em tristeza.

10. Humilhai-vos aos olhos do Senhor, e ele vos exaltará.

11. Não fales mal uns aos outros, irmãos. Quem fala mal a seu irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei e julga a lei; mas, se tu julgas a lei, não és então alguém que pratica a lei, mas um juiz.

12. Há um legislador capaz de salvar e destruir: quem é você que julga outro?

13. Vá agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã iremos a uma cidade assim, e continuaremos lá um ano, e compraremos, venderemos e obteremos ganhos.

14. Considerando que não sabeis o que haverá amanhã. Para que serve sua vida? É como se fosse um vapor que aparece por um pouco de tempo e depois desaparece.

15. Ao que você deve dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isso ou aquilo.

16. Mas agora vocês se vangloriam da arrogância; todo esse júbilo é mau.

17. Portanto, ao que sabe fazer o bem, e não o faz, comete pecado.