ad

Tiago

Três pessoas chamadas Tiago são mencionadas no Novo Testamento. Um deles é Tiago, o irmão do Senhor (Mateus 13), que não acreditou em Jesus até depois da ressurreição, João 7; Marcos 3; Atos 1. Este Tiago ocupa um lugar importante como pastor em Jerusalém e fez um discurso importante no conselho dos apóstolos, Atos 15. Ele é mencionado em outro lugar, em Atos 12: 17; Gálatas 1 e 2. Josefo nos diz que foi apedrejado até a morte por volta de 62 d. C. sob a acusação de se afastar da lei judaica. Este Tiago, o irmão do Senhor, deve ser o autor desta epístola.

Esta carta foi escrita aos judeus espalhados por toda parte, e evidentemente aos judeus cristãos. Alguns deles eram ricos, outros pobres. Eles eram luxuriosos, gananciosos e orgulhosos, e omitiam fazer a obra do Senhor como deveriam.

A principal característica do estilo é a brusquidão. A mudança é feita de um assunto para outro sem nenhum esforço para conectá-los. Não há, portanto, assunto geral e falta de conexão íntima entre os pontos de análise. "A fé sem obras está morta" brilha em todas as seções como uma espécie de vínculo de unidade. É eloquente, severo e sincero, e tem um tom judeu distinto. Falta a ênfase doutrinária encontrada em Paulo e declara a fé cristã em termos de excelência moral e os instrui no assunto da moral cristã. É notável por suas omissões. Não tem ressurreição ou ascensão e apenas menciona o nome de Cristo duas vezes. Data e local da redação. Sem dúvida, foi escrito em Jerusalém onde ele era pastor, mas a data é muito controversa. Alguns o colocam tão cedo quanto 40 d. C.. Outros dentre dizem que foi escrito o mais tardar em 50 d. C.. Outros ainda o colocaram em 61 ou 62 d. C., pouco antes do martírio de Tiago. Provavelmente, é seguro dizer que esse foi um dos primeiros livros do Novo Testamento.



1


Agradecimentos.

Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, para as doze tribos que estão espalhadas no exterior, saudação.


Provações, um privilégio.

Meus irmãos, contemplem toda a alegria quando caírem em diversas tentações; sabendo disso, que a tentativa de sua fé opera paciência. Mas que a paciência tenha seu trabalho perfeito, para que sejam perfeitos e inteiros, sem faltar nada. Se algum de vocês não tem sabedoria, peça a Deus, que dá a todos os homens de forma livre, e não o censura; e o será dado. Mas deixe ele perguntar com fé, sem vacilo. Pois aquele que vacila é como uma onda do mar levada e lançado pelo vento. Que esse homem não pense que receberá algo do Senhor; um homem de mente dupla é instável em todos os seus caminhos.

Alegre-se o irmão de baixo grau quando for exaltado; mas o rico seja humilhado; porque como a flor da erva ele passará. Porque o sol já não nasce com um calor ardente, mas seca a grama, e a flor dela cai, e a graça de sua forma perece; assim também o rico desaparecerá nos seus caminhos.


O amor de Deus nas provações.

Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam. Ninguém diga que, quando é tentado, sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, nem tenta a ninguém. Mas todo homem é tentado, quando é atraído pela sua própria luxúria e seduzido. Então, quando a concupiscência concebe, produz pecado; e o pecado, quando termina, produz a morte.

Não errem, meus amados irmãos. Todo bom presente e todo presente perfeito vêm do alto e desce do Pai das luzes, com quem não há variabilidade nem sombra de mudança. Por sua própria vontade, ele nos gerou com a palavra da verdade, para que sejamos uma espécie de primícias de suas criaturas.


Verdadeira religião.

Então, meus amados irmãos, que todo homem seja rápido em ouvir, lento em falar, lento em irar-se; porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.

Portanto separa toda a imundície e superfluidade da maldade e recebe com mansidão a palavra criada em vocês, capaz de salvar suas almas.

Mas sejam cumpridores da palavra, e não apenas ouvintes, enganando a si mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante a um homem que vê num espelho o seu rosto natural: pois ele se vê e segue o seu caminho, e logo esquece que tipo de homem ele era. Mas quem olhar para a perfeita lei da liberdade e continuar nela, não sendo um ouvinte esquecido, mas um executor da obra, esse homem será abençoado por suas ações. 

Se alguém entre vocês parece religioso, e não reprime sua língua, mas engana o próprio coração, a religião deste homem é vã. Religião pura e imaculada diante de Deus e do Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas em suas aflições e manter-se imaculado do mundo.


2


Respeito pelos pobres.

Meus irmãos, não tenham a fé de nosso Senhor Jesus Cristo, o Senhor da glória, com respeito às pessoas. Porque, se chegar à tua assembleia um homem com um anel de ouro, em boas vestes, e também entrar um pobre em trajes vis; e tendo respeito àquele que veste a roupa cara, dizendo-lhe: Senta-te aqui em um bom lugar; e dizendo aos pobres: Fique aí, ou sente-se aqui, debaixo do meu estrado; vocês não estarão sendo parciais em si mesmos e julgando por maus pensamentos?

Escutem, meus amados irmãos: Deus não escolheu os pobres deste mundo para serem ricos em fé, herdeiros do reino que prometeu àqueles que o amam? Mas vocês desprezam os pobres. Não são os homens ricos que o oprimem e o levam para os tribunais? Não blasfemam por causa daquele nome digno pelo qual são chamados?

Se cumprirem a lei real de acordo com as escrituras, amarão o teu próximo como a ti mesmo, fazem bem: mas se vocês fazem acepção de pessoas, cometem pecado, e estão condenados pela lei como os transgressores. Pois todo aquele que guardar toda a lei e ainda assim falhar em um ponto, é culpado de tudo. Pois Aquele que disse: Não cometa adultério, também disse: Não mate. Agora, se você não cometer adultério, mas assassinar, você se tornará um transgressor da lei. Assim fale, e assim faça, como os que serão julgados pela lei da liberdade. Pois o que não demonstrou piedade, terá um julgamento sem piedade; e a misericórdia triunfa sobre o julgamento.


Fé e boas obras.

Que proveito há, meus irmãos, ainda que alguém diga que tem fé e não tem obras? A fé pode salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e destituídos de comida diária, e um de vocês lhes diz: Vá em paz, sejam aquecidos e cheios; não obstante, não lhes der aquilo que é necessário ao corpo; qual é o benefício?

Assim, a fé, sem obras, está morta em si mesma.

Sim, alguém pode dizer: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. Você crê que existe um Deus; fazes bem: os demônios também creem e tremem. Mas você sabe, ó homem vaidoso, que a fé sem obras é morta? Abraão, nosso pai não foi justificado pelas obras, quando ofereceu Isaque, seu filho, sobre o altar? Viram como a fé operou com suas obras, e pelas obras a fé foi aperfeiçoada? E foi cumprida a escritura que diz: Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado por justiça; e ele foi chamado amigo de Deus. Vejam então como, pelas obras, um homem é justificado, e não apenas pela fé.

Do mesmo modo, Raabe, a prostituta, também não foi justificada pelas obras, quando recebeu os mensageiros e os enviou de outra forma?

Porque, como o corpo sem o espírito está morto, também a fé sem obras também está morta.


3


Cuidado com a linguagem.

Meus irmãos, não sejam mestres, sabendo que assim receberemos a maior condenação. Pois em muitas coisas ofendemos a todos. Se alguém não ofende com palavras, o mesmo é um homem perfeito, capaz também de conter todo o corpo. Eis que colocamos freios na boca dos cavalos, para que eles nos obedeçam; assim comandamos o corpo inteiro. Vejam também os navios, que apesar de serem tão grandes e movidos por ventos violentos, ainda assim são guiados com um leme muito pequeno, aonde quer que o comandante queira ir. Mesmo assim, a língua é um pequeno membro e se orgulha de grandes coisas. 

Eis que grande floresta incendeia com um pouco de fogo! E a língua é um fogo, um mundo de iniquidade; assim é a língua entre nossos membros, que contamina todo o corpo e incendeia o curso da natureza; sendo, então, incendiado pelo inferno. Porque todo tipo de animais, pássaros, serpentes e coisas do mar é domado e foi domado pela humanidade: mas a língua ninguém pode domar; é um mal indisciplinado, cheio de veneno mortal. Com isso abençoamos a Deus, o Pai; e com isso amaldiçoamos nós, homens, feitos segundo a semelhança de Deus. Da mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, essas coisas não deveriam ser assim. Uma fonte envia no mesmo lugar água doce e amarga? Meus irmãos, a figueira pode dar frutos de oliveira? Ou uma videira, figos? Assim como nenhuma fonte pode produzir água salgada e doce.


A sabedoria celestial e seu oposto.

Quem entre vocês é um homem sábio e dotado de conhecimento? Que ele mostre de uma boa conversa suas obras com mansidão de sabedoria. Mas, se possui inveja amarga e contenda nos seus corações, não se glorie e não minta contra a verdade. Essa sabedoria não desce do alto, mas é terrena, mundana, diabólica. Pois onde há inveja e conflito, há confusão e toda obra má. Mas a sabedoria que vem de cima é antes de tudo pura, e também pacífica, gentil e fácil de ser tratada, cheia de misericórdia e bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia. E o fruto da justiça é semeado na paz daqueles que fazem a paz.


4

O conflito entre cristãos.

De onde vêm guerras e lutas entre vocês? Não vêm, portanto, de suas próprias concupiscências, daquela guerra que há em seus membros? Desejam e não possuem; matam, e desejam ter, e não podem obter; combatem e guerreiam, contudo não possuem, pois não pedem. Pedem e não recebem, porque pedem mal, para que consumam com suas concupiscências. Vocês, adúlteros e adúlteras, não sabem que a amizade do mundo é inimizade com Deus? Quem quer que seja amigo do mundo é inimigo de Deus. Acham que as escrituras dizem em vão: O espírito que habita em nós deseja invejar?

Mas Ele dá mais graça. Portanto ele diz: 

"Deus resiste aos orgulhosos, 
Mas dá graça aos humildes."


A humildade cura o mundanismo.

Submeta-se, portanto, a Deus. Resista ao diabo, e ele fugirá de você. Aproxime-se de Deus, e ele se aproximará de você. Limpem suas mãos, pecadores; e purifiquem seus corações; estejam aflitos, lamentem e chorem: que a sua risada se torne em luto, e a tua alegria em tristeza. Humilhem-se aos olhos do Senhor, e ele os exaltará.

Não falem mal uns aos outros, irmãos. Quem fala mal a seu irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei e julga a lei; mas, se você julga a lei, não é então alguém que pratica a lei, mas um juiz. Há um legislador capaz de salvar e destruir: quem é você que julga outro?


Aviso aos autoconfiantes.

Vão agora, vocês que dizem: Hoje ou amanhã iremos a uma cidade assim, e continuaremos lá um ano, e compraremos, venderemos e obteremos ganhos. Considerando que não sabem o que haverá amanhã. Para que serve sua vida? É como se fosse um vapor que aparece por um pouco de tempo e depois desaparece. Ao que você deve dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isso ou aquilo. Mas agora vocês se vangloriam da arrogância; todo esse júbilo é mau.

Portanto, ao que sabe fazer o bem, e não o faz, comete pecado.


5

Os ricos opressores serão condenados.

Vão agora, homens ricos, chorem e uivem pelas misérias que virão sobre você. Suas riquezas estão corrompidas e suas roupas são devoradas por traças. Seu ouro e prata estão enferrujados; e a ferrugem deles será testemunha contra ti, comerá a tua carne como se fosse fogo. Você tem empilhado tesouros para os últimos dias. Eis que os trabalhadores dos que ceifaram os teus campos, que são retidos por fraude, clamam; e os gritos daqueles que ceifaram são ouvidos pelos ouvidos do Senhor dos exércitos. Vocês viveram em prazer na terra, com devassidão; nutriram seus corações, como em um dia de matança. Você condenou e matou os justo; e ele não resistiu a você.


Sejam pacientes e perseverem.

Portanto, irmãos, sejam pacientes, até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o fruto precioso da terra e tem longa paciência por ele, até receber a chuva inicial e posterior. Sejam também pacientes; firmem os seus corações; porque a vinda do Senhor se aproxima.

Irmãos, não se queixem uns dos outros, para que não sejam condenados; eis que o juiz está a porta. Tomemos, meus irmãos, os profetas, que falaram em nome do Senhor, como um exemplo de sofrimento e de paciência.. Eis que os contamos felizes e perseverantes. Ouviram da paciência de Jó e vimos o fim do Senhor; que o Senhor é muito piedoso e de terna misericórdia.

Mas, acima de tudo, meus irmãos, não jurem, nem pelo céu, nem pela terra, nem qualquer outro juramento; mas que o seu sim seja sim; e seu não, não; para que não caia em condenação.

Algum de vocês está aflito? Ore. Alguém alegre? Louve com salmos. Há algum doente entre vocês? Que chame os anciãos da igreja; e orem sobre quem estiver adoecido, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. E a oração da fé salvará os enfermos, e o Senhor o levantará; e se ele cometeu pecados, eles serão perdoados. Confesse seus erros um para o outro e ore um pelo outro, para que sejam curados. A oração fervorosa e eficaz de um homem justo vale muito. Elias era um homem sujeito a tantas paixões como nós, e orou sinceramente para que não chovesse; e não choveu na terra pelo espaço de três anos e seis meses. E orou novamente, e o céu deu chuva, e a terra produziu seus frutos.

Irmãos, se algum de vocês cometer algum erro da verdade, e alguém o converter; que se saiba que aquele que converter o pecador do erro do seu caminho salvará aquela alma da morte e ocultará uma multidão de pecados.